O conceito de Business Partner surgiu nos anos 80 com o intuito de aliar a área de RH e a gestão de negócios em uma mesma estratégia. Sua função consiste em ajustar o foco, a atuação e as necessidades de cada setor, garantindo uma melhor atuação organizacional.

Quem atua como Business Partner assume o  papel de consultor e também de mediador. O profissional auxilia líderes e gestores a tomarem decisões mais assertivas e estratégicas, otimizando assim o andamento e a qualidade dos processos empresariais.

Apesar de muitas pessoas saberem o que é Business Partner, é comum surgirem dúvidas sobre essa  função, na prática, e os benefícios que a sua atuação oferece especialmente ao RH. E são essas as questões que iremos esclarecer a seguir. Acompanhe!

Qual é a importância do Business Partner para o RH?

Esse profissional  surge como uma solução para que o RH se posicione de forma mais estratégica dentro do negócio, sem deixar de lado as tarefas relativas à gestão de pessoas

Para isso, desenvolve as capacidades necessárias para que a área gerencie as relações entre times diferentes, facilitando a rotina de todos.

No momento em que utiliza ferramentas para promover uma maior eficácia nas atividades, também passa a impactar diretamente os resultados da empresa. Afinal, há redução nas falhas de processos e um maior alinhamento entre os envolvidos.

O profissional de Business Partner é, hoje, apontado como essencial para que a empresa consiga obter sucesso na gestão de pessoas – que tende a se voltar cada vez mais para a valorização do capital humano

Com  isso, a comunicação interna ganha um viés tão indispensável. Além de ajudar a manter as tarefas sempre atualizadas, é uma boa tática para reter talentos e mantê-los engajados com o propósito da empresa.

Quais são os seus principais desafios corporativos?

Um dos principais desafios do profissional que atua como Business Partner é conhecer integralmente o negócio e, a partir disso, analisar possíveis riscos e impactos no seu planejamento.

Desta forma, ele deve ser capaz de diagnosticar possíveis problemas e mapear as ameaças conforme a situação para garantir que suas decisões sejam  bastante assertivas.

Outra questão diz respeito à análise de resultados no decorrer dos processos, tendo em vista que nem sempre a estratégia adotada traz resultados expressivos a curto prazo.

Nesse cenário, o profissional não pode ceder à pressão de líderes e gestores, que tendem a esperar resultados imediatos frente aos investimentos realizados. É preciso educá-los e mostrar os dados a eles periodicamente para que também façam esse acompanhamento.

Em paralelo, a expectativa do especialista em Business Partner deve ser administrada. Isso porque nem tudo o que é planejado na etapa estratégica chega a ser executado, seja por falta de recursos ou resistência dos demais profissionais.

Logo, o desafio é ter consciência de que nem tudo sairá do papel e, ao mesmo tempo, pode ser necessário se adaptar.

 

Mentoria indicadores de RH

O que é preciso para ser um Business Partner?

Existem algumas habilidades e qualificações essenciais para atuar como Business Partner. O profissional precisa entender os processos internos e ter noções de gestão e finanças.

Deve ser flexível e trabalhar de forma estratégica, especialmente no que tange à tomada de decisão. Por lidar diretamente com o setor de RH, deve ter facilidade no  relacionamento interpessoal, já que precisa manter uma comunicação efetiva com pessoas diferentes.

Outras competências técnicas exigidas do profissional de Business Partner são:

  • Experiência em gestão de pessoas;
  • Domínio de recursos estratégicos, como uso de dados, indicadores e KPIs;
  • Visão estratégica, de acordo com os objetivos da empresa;
  • Capacidade de tomar decisões.

Qual é a média salarial do Business Partner?

A remuneração varia de acordo com o porte da empresa contratante e se o profissional irá atuar em mais de uma filial, por exemplo. A quantidade de funções que irá desempenhar e o grau de responsabilidade a ser assumido também influencia nesse quesito.

De acordo com a Catho, a média salarial de um Business Partner é de R$ 5.300,00. Já um levantamento da consultoria Delloite determinou que a remuneração varia de R$ 5.800,00 a R$ 13.600,00.

Como é o mercado para esse tipo de profissional?

O interesse pelo Business Partner vem crescendo, isso conforme as empresas entendem a importância de estruturar o RH para que ele se torne cada vez mais estratégico.

Grandes empresas estão aderindo essa função em suas equipes. Em redes de lanchonetes, por exemplo, o profissional é responsável por coordenar as franquias, alinhando atividades e expectativas. Já em instituições financeiras, ele estreita os laços entre o RH e a empresa, a fim de ajustar os planos gerais e setoriais.  

Outra demonstração de que o Business Partner está avançando é o surgimento de cursos de extensão para formar profissionais na área.

Como contratar um Business Partner?

Para encontrar um profissional qualificado que atue nessa função, é importante elaborar um processo diferenciado de recrutamento. Logo, devem ser estipuladas as responsabilidades e os requisitos exigidos, para que sejam conflitados com aquilo que cada candidato oferece.

Além da análise curricular e da entrevista presencial, uma dica é contatar outras empresas onde o profissional já trabalhou para certificar-se de que ele tem as habilidades esperadas.

Precisando de ajuda para tornar o RH da sua empresa  mais estratégico? Torne a tecnologia uma aliada do seu  negócio.  Conheça nossos softwares e transforme a gestão de pessoas da sua empresa.

Compartilhe