O Dia do Trabalhador será diferente, assim como está sendo a nossa vida nessa época de pandemia. Nada de abraços, apertos de mão ou homenagens presenciais dessa vez. A Covid-19 teve um papel de transformação, fazendo com que muitas empresas reduzissem o quadro, adotassem o home office ou o formato híbrido.

O 1º de maio é uma data dedicada aos trabalhadores em diversos países do mundo. A data foi estabelecida em função de uma greve de trabalhadores por melhores condições de trabalho e redução de jornada em 1886. No Brasil, o dia foi declarado feriado em 1925 pelo presidente Arthur Bernardes.

Desde 2020, a pandemia de Covid-19 está transformando as nossas vidas como um todo, já não saímos mais de casa sem máscara e os cumprimentos mudaram. A forma de trabalhar, como não poderia ser diferente, também foi alterada. Além disso, muitos trabalhadores perderam suas vagas no último ano.

Neste Dia do Trabalhador, faremos uma reflexão sobre as transformações nas relações de trabalho em função deste momento atípico. Também vamos falar como gestor, colaborador e Recursos Humanos estão precisando renovar os seus papéis neste novo contexto.

O trabalho e a pandemia

De uma hora para outra as empresas se viram obrigadas a pedirem que seus trabalhadores atuassem de casa para não pararem suas operações. Mesmo sem muitos negócios nunca terem pensado em fazer isso. E aí o home office, que tanto falamos por aqui, ganhou os holofotes no mundo todo

Com o isolamento, as pessoas deixaram de sair, até que lojas e restaurantes foram obrigados a fechar em muitas cidades. Logo, deixaram de comprar e então, o mercado se retraiu. Em suma, a economia precisa funcionar como uma engrenagem perfeita, onde cada segmento tem a sua importância.

Muitos trabalhadores perderam seus empregos diante da crise. Entre maio e outubro de 2020, o Brasil registrou 3,4 milhões de desempregados a mais. É entendível que as empresas adotem uma postura mais defensiva para o enfrentamento desse contexto. Mas, não há uma fórmula mágica.

Por outro lado, muitas empresas perceberam esse cenário como uma oportunidade desafiadora para se transformar. Reinventar seu modelo, repensar a estrutura e refletir sobre suas entregas, além de se readequar diante de tudo isso. Então, o trabalho remoto passou a ser uma alternativa, mantendo a jornada e a produtividade.

Você já ouviu falar em modelo híbrido de trabalho? Nesse estilo os profissionais atuam em home office e, também, na sede das empresas. Geralmente, isso acontece em dias alternados. Assim, os gestores podem montar escalas para impedir que todos estejam na sede durante determinado dia. 

É uma possibilidade bem interessante para o presente e para o futuro. E foi a partir do home office que o modelo híbrido ganhou espaço, o equilíbrio está sendo a chave do sucesso para muitas empresas. 

Trabalhadores

No Dia do Trabalhador os profissionais merecem todo o agradecimento possível. Aqueles que continuam trabalhando dos seus lares e ainda precisam dar atenção aos afazeres dos filhos. Os que não podem ficar em casa e atuam na linha de frente para enfrentar essa doença. Ou ainda quem perdeu o seu emprego em função deste momento. Todos são trabalhadores.

O trabalho remoto foi o que mais ganhou destaque ao longo da pandemia de Covid-19. Contudo, o empecilho da falta de contato físico pode trazer ruídos na comunicação e afetar a produtividade em casa. Em suma, o colaborador precisa ter foco e muita disciplina para que o home office funcione de fato.

A flexibilidade é um dos benefícios para esse trabalhador, que pode evitar o trânsito ou aproveitar o horário do almoço para resolver pendências particulares. É uma experiência inédita para muitos, que estavam acostumados a ir diariamente até a sede da empresa, onde exerciam suas atividades.

É importante lembrar que para os trabalhadores, o limite é a chave do sucesso: é preciso ter planejamento para fazer com que tudo aconteça no horário de trabalho. Mas também é necessário saber a hora de parar ao final do expediente. 

Muito mais do que um trabalhador que cumpre com o que o gestor estabelece, o colaborador vem assumindo o papel de parceiro. Do colega, do gestor, de quem for. Estar à disposição para ajudar nunca foi tão importante, porque não há receita para essa situação. E tentativa e erro fazem parte do processo de crescimento. 

Gestores

São os gestores que precisam estar ainda mais perto dos seus times neste momento. Eles devem agir para manter a equipe em sintonia e motivada para continuar trabalhando. Mas, nessa situação nova, esse papel de líder fica ainda mais em evidência.

Mesmo à distância, os gestores precisam estar próximos e a tecnologia é excelente para ajudar com isso. Assim, bate-papos devem ser mais frequentes e uma postura mais acolhedora também é importante, tente ir além de conversar apenas sobre o trabalho. Com certeza, muitos questionamentos devem surgir e nem sempre o líder saberá todas as respostas.

Colocar-se no lugar do colaborador, tendo em mente que cada um vive uma realidade específica também é importante. Tudo isso pode influenciar no rendimento do trabalhador e isso faz parte do processo que todos estão passando. Mas, sem dúvidas, para eles uma postura que passe segurança para os colaboradores é fundamental.

Também não dá para deixar as conquistas de lado, porque quando a equipe está motivada, a produtividade também é maior. Em suma, mesmo de longe é preciso comemorar, elogiar e reconhecer. É uma forma de valorizar aqueles que fazem tudo acontecer todos os dias.

Recursos Humanos

O RH tem uma importante função, que é estimular o bem-estar e cuidar das pessoas. Nessa fase de incertezas, isso deve continuar acontecendo, então é importante buscar formas de substituir as conversas informais nos corredores por bate-papos online. Enfim, não adianta aparecer somente no Dia do Trabalhador.

Os profissionais de Recursos Humanos funcionam como elos entre as empresas e os colaboradores. Agora, é seu dever levar a empresa até a casa dos profissionais que estão atuando de forma remota. Assim, é preciso mantê-lo engajado, motivado e confiante que tudo isso vai passar. Fácil? Não, bem pelo contrário.

Além disso, é preciso pensar que as pessoas não estão trabalhando de casa por opção. Estão em home office obrigatoriamente, de certo modo, o que transforma completamente o cenário. Ainda mais porque não se sabe quando isso vai acabar, além disso, as inseguranças e incertezas vêm com tudo.

Poucas vezes os profissionais de RH tiveram um desafio tão grande quanto este, porque é importante manter a produtividade e a equipe motivada, mesmo em casa. Devem entender que todos os trabalhadores precisam continuar fazendo suas funções, mas de forma remota. Então, a empatia é essencial nesta situação.

E-mails com dicas sobre cuidados pessoais, videoconferências para reconhecer os resultados das equipes, além de onboarding online e feedbacks virtuais são um novo jeito de fazer RH. Sem esquecer, claro, de cuidar de si. Afinal, a demanda pela área está bem mais alta e é imprescindível cuidar-se para poder continuar cuidando dos outros.

Tecnologia é essencial para os novos modelos de trabalho

A pandemia fez com que as formas de trabalho mudassem, as empresas tiveram que adaptar as atividades para manter a produção. Muitas passaram a permitir o home office, com os colaboradores atuando de casa ou o modelo híbrido, mesclando os dois formatos. Neste sentido, a tecnologia passou a ser essencial para os novos modelos de trabalho.

Podemos dizer que a Covid-19 serviu para acelerar essa tendência: a migração para o home office e a vinda de outras formas de trabalhar. É óbvio que muitas empresas ainda preferem manter as atividades em suas sedes. Mas, os escritórios tendem a seguir o modelo híbrido ou totalmente remoto.

E onde é que entra a tecnologia nessa história? É importante que os colaboradores possuam uma boa conexão com a internet e computadores velozes. Estas ferramentas essenciais podem ser fornecidas pela empresa, mas isso precisa ser combinado.

O registro de ponto digital passa a ser uma alternativa interessante, capaz de permitir a continuidade das atividades e da gestão de jornada. Existem diversos sistemas que podem ser acessados em apenas alguns cliques. Assim, permitem que a jornada aconteça normalmente, mesmo fora da empresa.

Dia do Trabalhador: relações de trabalho em transformação

É um momento sem precedentes, mas que já traz muitas lições: na forma de fazer negócio, de trabalhar, de usar a tecnologia como uma aliada. Colaborador, gestor e RH continuam assumindo suas funções usuais. Só que de uma forma diferente, enfrentando as novidades e transformando as relações de trabalho.

Nas atividades em home office o trabalhador não pode se sentir sozinho. O ideal é que saibam que possuem uma equipe e alguém para contar, isso precisa ser reforçado neste momento. Uma ideia é adotar um estilo de trabalho com mais cocriação e menos hierarquia, onde o time atua em pares e o vertical já não faz mais sentido.

Para superar este momento é essencial investir em tecnologia, seja para melhorar as videoconferências ou para fazer a gestão de ponto. O Pontoweb, por exemplo, é um sistema perfeito para identificar quem está faltando e quem está cumprindo os horários de maneira correta. Além disso, fornece relatórios em tempo real sobre a jornada.

No Dia do Trabalhador e sempre, valorize as pessoas que fazem o negócio seguir um dia após o outro. Esteja em contato constante com os profissionais, ainda mais nesta época de crise sanitária. Coloque essas ideias em prática e perceba como irá melhorar a harmonia na sua equipe!

Compartilhe

Leave your comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *