Atrair e reter talentos é um desafio no cenário competitivo atual? Aposte em uma Employee Value Proposition (proposta de valor para colaboradores).

Muitas empresas têm enfrentado um mercado de contratação cada dia mais competitivo. Não é fácil encontrar e manter talentos. Contudo, boa notícia é a existência de estratégias capazes de garantir que os profissionais percebam a sua empresa com uma das melhores opções para se trabalhar.

Entre elas, se destaca a Employee Value Proposition. Com a proposta de valor, o negócio torna-se mais atraente para candidatos e colaboradores. Isso acontece a partir de valores corporativos.  

Quer saber o que é e como aplicar Employee Value Proposition? Leia, a seguir.

Employee Value Proposition: definição clássica

O conceito de Employee Value Proposition – EVP é definido ainda como o conjunto de benefícios oferecidos por uma organização em troca da contribuição de seus colaboradores. Ou seja, em termos gerais, é um dos principais aspectos da relação de trabalho.

A evolução das relações entre companhias e profissionais e do próprio mercado de trabalho fez com que esse conceito ganhasse uma nova conotação. Neste contexto, o novo olhar se inclina sobre o potencial dos colaboradores e como eles podem ajudar efetivamente no negócio.

Planilha - Ações de RH e endomarketing

O conceito contemporâneo

Como dito acima, o Employee Value Proposition deixou de representar simplesmente os benefícios oferecidos. Dessa forma, passou a ser o ecossistema de valores construído pela organização. Com o intuito de oferecer aos colaboradores um ambiente no qual alcancem seu potencial máximo.

Embora pareça que as diferenças são sutis, o resultado é transformador. Isso acontece pelo fato de que o ponto central deixar de ser a relação bilateral, passando para uma política empregadora abrangente.

Com foco no engajamento dos colaboradores, desenvolve de maneira integral o potencial e traz o melhor de cada pessoa.

Por que apostar em Employee Value Proposition?

Em todo processo seletivo, é natural que profissionais de RH respondam a pergunta: por que alguém realmente talentoso deve trabalhar nessa empresa?

A Employee Value Proposition é a estratégia com maior capacidade de responder à essa questão de forma definitiva. Isso acontece devido à percepção gerada de employer branding (marca empregadora) com alto valor e vantagem sobre os concorrentes.

Os cinco pontos da proposta de valor

Uma Employee Value Proposition pode ser composta por muitos aspectos das políticas de RH. Porém, cinco pontos se destacam por formar o núcleo da experiência do colaborador. São eles:

  1. Recompensas financeiras;
  2. Benefícios;
  3. Plano de carreira;
  4. Ambiente de trabalho;
  5. Cultura corporativa.

Não tem preço, mas tem valor

Como vimos, os benefícios monetários são apenas um dos aspectos de um planejamento de proposta de valor.

Agora, você aprenderá o passo a passo para montar a Employee Value Proposition de sua empresa. Mas antes, vamos fazer um tour por valores, características e benefícios não monetários e transversais, relevantes a um bom planejamento. Confira:

#1 Invista no relacionamento interpessoal

Profissionais com conexões pessoais no ambiente corporativo tendem a se sentir mais valorizados e obter melhor desempenho.

#2 Promova a sensação de crescimento

É importante criar estratégias para que os colaboradores se sintam constantemente em desenvolvimento.

#3 Priorize a transparência

Esse é um dos valores-chave que deve estar presente. Seja através do compartilhamento de informações com a equipe e da relação formal, ou do registro do ponto

#4 Dê espaço para a autonomia e responsabilidade

Se você pretende ter grandes talentos em sua empresa, deve considerar a possibilidade de oferecer grande autonomia na gestão de capital humano. Ambientes em que colaboradores podem desenvolver o autogerenciamento e aplicar sua metodologia de trabalho são ainda mais recompensadores.

#5 Apoie com tecnologia e infraestrutura

Algumas pesquisas indicam que mais de 40% dos colaboradores se sentem insatisfeitos com o equipamento eletrônico recebido para desempenhar suas funções. Já existe, inclusive, um termo específico para se referir à jornada do funcionário em uma organização: Digital Employee Experience.

#5 Permita a flexibilidade de horários

Embora não seja indispensável em uma proposta de valor, a flexibilidade de horários é um dos itens mais valorizados pelas gerações Y e Z quando o assunto é a permanência.

#6 Considere home office ocasional

Assim como a flexibilidade é valorizada por profissionais, o home office é bem-vindo quando falamos de retenção do capital humano. Além disso, é uma proposta que pode trazer boa redução de custos.

Crie sua Employee Value Proposition em 6 passos

1. Entenda a sua oferta atual

Primeiro, comece com o básico. Avalie de forma honesta a sua oferta de benefícios e sua marca empregadora. Reflita sobre cada item descrito acima e como são – ou não – aplicados. Uma pesquisa interna pode ser de grande ajuda.

2. Pesquise atuais, potenciais e ex-colaboradores

Quando desenvolver a pesquisa-base para o seu planejamento, não se atenha apenas aos empregados. Descubra o que a empresa poderia ter feito diferente, no caso de colaboradores que decidiram pelo desligamento, e qual ecossistema os candidatos esperam encontrar.

3. Defina os aspectos de sua proposta  

Agora que você conhece as forças e fraquezas do seu negócio, chegou o momento de construir uma nova proposta de valor. Neste artigo, vimos alguns componentes que podem formá-la. Existem ainda diversos outros. Determine quais serão suas principais valências e como elas o diferenciam da concorrência.  

4. Escreva a sua 

Está na hora de colocar no papel. Faça uma declaração clara, objetiva e inspiradora. Tenha certeza de que ela vai ao encontro das expectativas tanto da empresa, quanto da equipe.

5. Comunique a sua proposta 

Uma grande proposta guardada na gaveta tem pouca serventia. Utilize os canais disponíveis e comunique suas políticas. Para a equipe, use os canais de comunicação interna disponíveis: blog, e-mails, boletins de notícias etc.

Existem também muitas opções para divulgações externas, como site institucional, mídias sociais e canais online de recrutamento. Uma das medidas mais efetivas, porém, é utilizar colaboradores-chave como embaixadores da marca para fortalecer o employer branding.  

6. Revise

É imprescindível revisar sua proposta de valor, pelo menos, uma vez ao ano. Escolha as métricas que melhor se aplicam aos seus objetivos e meça os resultados. Caso não estejam evoluindo de acordo com a expectativa, não tenha receio de fazer os ajustes necessários.

Agora, você conhece as principais características e sabe como fazer a sua Employee Value Proposition. Com ela, sua empresa pode aumentar – e muito – o potencial para atrair e reter talentos. Seus colaboradores se sentirão mais seguros sabendo o que se espera deles e o que podem esperar do negócio.

Compartilhe