Em um mercado cada vez mais competitivo, é vital para o desempenho de qualquer empresa atrair e reter talentos. Nesse cenário, o RH ganha ainda mais relevância para a sobrevivência e o sucesso do negócio.  No entanto, para que os resultados sejam satisfatórios, é preciso criar, cultivar e comunicar a imagem de um bom lugar de trabalho para tornar-se alvo dos melhores talentos profissionais. Esta tendência está relacionada ao RH do futuro e é conhecida como Employer Branding – o assunto deste artigo! 

Você lerá sobre:

  • O Employer Branding e seus benefícios;
  • Dicas para implementar o Employer Branding na sua empresa;
  • Employer Branding e a sinergia entre diferentes setores da empresa;
  • Construa e aplique seu Employment Value Proposition.


Contexto: o exemplo europeu

Qualidade de vida e equilíbrio entre vida pessoal e profissional. Desejos que, cada vez mais, influenciam as políticas de RH da Europa. Aos poucos, a tendência começa a se concretizar na América Latina, nomeadamente nas multinacionais e empresas de tecnologia.

Quais são as vantagens do Employer Branding? 

O investimento na estratégia é essencial para a empresa que entende o capital humano como diferencial competitivo. As principais vantagens são: 

Employer Branding o impacto do RH Retenção de colaboradores

Retenção de colaboradores: a partir da percepção de que aquele é um bom lugar para o desenvolvimento de carreira, profissionais diferenciados terão o desejo de permanecer no local.

Employer Branding o impacto do RH Satisfação da equipe

Satisfação da equipe: muitas gigantes mundiais já perceberam que profissionais valorizados e satisfeitos com seus postos são mais produtivos e possuem mais chances de se desenvolverem e encontrarem soluções mais criativas para problemas relacionados aos produtos e serviços.

Employer Branding o impacto do RH Menos turnover

Menos turnover: de acordo com pesquisa realizada pela rede social profissional LinkedIn, a rotatividade de profissionais em empresas com percepção de boas empregadoras é 28% menor. Além de mais produtividade, isso acarreta diminuição de passivo trabalhista e custos com rescisões.

Employer Branding o impacto do RH Reforço da marca

Reforço da marca: o colaborador se sente valorizado e torna-se um verdadeiro embaixador da empresa quando o assunto é ambiente de trabalho e clima organizacional, reforçando o Employer Branding.


O papel da sinergia para fortalecer a marca empregadora 

A atribuição de planejar e colocar em prática a estratégia de gestão da marca como local de trabalho é do RH. Entretanto, para que seja possível desenvolver uma marca empregadora com resultados satisfatórios, é necessário trabalhar de forma alinhada com outros setores, como comunicação, assuntos corporativos e, sobretudo, marketing. 

Afinal, embora os propósitos e públicos sejam diferentes, é provável que procedimentos e estratégias se assemelhem. A sinergia também facilita colocar em prática outras estratégias do RH do futuro, como a descentralização da gestão de pessoas.


6 dicas de como implementar o Employer Branding

A imagem do seu negócio perante colaboradores e potenciais contratados depende de diversos fatores, como plano de carreira, benefícios, bom ambiente de trabalho, remuneração adequada, investimento em aprendizado e flexibilidade de horários. Contudo, algumas ações são fundamentais para traçar a estratégia correta e os diferenciais serem percebidos pelos públicos interno e externo:

1. Determine sua proposta de valor.

Todas as empresas possuem características e aspectos únicos que compõem sua cultura organizacional. É papel do RH perceber qual peculiaridade pode compor a proposta de valor e gerar diferenciação entre os concorrentes na retenção de talentos. 

Reflita: o que seu negócio tem a oferecer de melhor?

2. Conheça seu público-alvo.

Entenda seu público-alvo e sempre esteja aberto a ouvir sobre suas demandas. Para tanto, a utilização de ferramentas como pesquisas de opinião e avaliações de clima organizacional pode ser um bom ponto de partida para entender os pontos positivos e negativos da companhia do ponto de vista da equipe.

3. Trace estratégias de longo prazo.

É fundamental para a construção de sua reputação como boa empregadora que as ações de Employer Branding sejam desenvolvidas com consistência e constância. Para isso, porém, é preciso resistir às pressões exercidas pelas demandas que surgem todos os dias e pela redução de custos. 

Esse resultado só será possível se houver um Employment Value Proposition e uma equipe de RH com determinação e respaldo para segui-lo.

4. Valorize o fator de inclusão.

Uma boa reputação passa por uma política de contratações voltadas à inclusão. A presença de mais mulheres e minorias não só tende a aumentar a produtividade por reunir habilidades complementares, mas aumenta o grau de satisfação interno.

5. Permaneça aberto à inovação.

Esteja preparado para ser um RH do futuro. Isso significa estar aberto e atento às inovações que podem ser aplicadas na sua realidade específica. 

Se pergunte sempre: como posso fazer isso com menos recursos e mais resultados?

6. Aproveite o contato interpessoal.

Desenvolver Employer Branding não é apenas executar as ações previstas no planejamento: a estratégia passa pelo aproveitamento de todas as oportunidades de contato direto com as pessoas. 

Um bom exemplo são os processos seletivos. Mesmo os candidatos que não puderam ser alocados devem ser tratados de forma que desenvolvam a visão de boa empregadora da empresa. Dessa forma, terão a vontade de tentar em uma nova oportunidade – além de se tornarem agentes propagadores da marca.


Utilize uma comunicação harmoniosa para ótimos resultados

Já falamos que as estratégias de Employer Branding dependem da sinergia entre diferentes setores do negócio. Um dos principais motivos é necessidade do relacionamento com o público externo para o fortalecimento da marca através da percepção das políticas adotadas. 

Confira alguns pontos que podem garantir o alinhamento entre as comunicações interna e externa. 

1. Conte com o Marketing e a Comunicação.

Um relacionamento próximo com esses setores garante o alinhamento de propósitos e utilização de todos os talentos para a geração de conteúdos e eventos criativos e com alto potencial de atração de especialistas. 

2. Faça uso de todos os canais disponíveis.

Mapeie e use – com sabedoria – todos os canais disponibilizados pela empresa: ferramentas de Marketing Digital, redes sociais, site, e-mail, assessoria de imprensa – e, até mesmo, murais e espaços físicos. Gerar buzz é essencial tanto para a atração de talentos quanto para a divulgação da empresa.

3. Invista e preze sempre pela transparência.

Para além de todas as iniciativas e ações, o ponto fundamental para que exista sintonia dentro e fora da empresa é a transparência. O melhor caminho para evitar a insatisfação é deixar claro o posicionamento adotado e os benefícios oferecidos pela organização. 

Além disso, a percepção dos funcionários de que as informações propagadas nos canais de comunicação são verdadeiras é o ponto de partida para o desejo de construir sua carreira naquele local.


Construa seu Employment Value Proposition

Observe abaixo um checklist com o resumo dos principais pontos para o desenvolvimento do seu planejamento:

  1. Tenha proposta de valor;
  2. Converse com seu público;
  3. Envolva outros setores;
  4. Aposte na primeira impressão;
  5. Aposte na tecnologia e na inovação para automatizar processos;
  6. Use todos os canais de comunicação;
  7. Não esqueça do banco de talentos!

Lembre-se: quando um RH está agindo de acordo com os propósitos da empresa e motivando seus colaboradores, é sinal de que os ventos sopram a favor da organização! Como saber se o seu RH está na direção certa? Baixe agora nossa planilha de KPIs e confira!

Compartilhe