A legislação trabalhista brasileira determina que todas as empresas com mais de 20 colaboradores têm a obrigação de realizar a gestão da jornada de trabalho. Esse acompanhamento pode ser realizado de forma manual ou eletrônica. Um dos modelos mais eficientes e seguros é por meio do ponto digital.

O sistema é mais eficiente do que os modelos antigos pois oferece precisão nas informações, e evita erros e incoerências no registro. Assim, ele possibilita o acesso unificado às informações e acaba com a necessidade de planilhas e documentos que não conversam entre si. Além disso, os dados podem ser acessados de qualquer lugar do mundo.

O resultado imediato é o aumento da produtividade da equipe. O departamento de RH tem um ganho significativo de tempo no tratamento de informações como faltas e atrasos, evita erros e inconsistências nas informações, bem como agiliza o fechamento da folha de pagamento. Dessa maneira, o time pode aproveitar o tempo para pensar em questões estratégicas.

A gestão por sua vez consegue ver em poucos cliques quais profissionais estão fazendo mais horas extras e quais têm ausências injustificadas. Isso promove a descentralização do RH, dando mais autonomia aos líderes e tornando os processos mais ágeis. Em suma, é a presença da tecnologia que garante essa agilidade para o negócio, veja agora como tornar o RH mais estratégico.

planilha - indicadores de RH

Quais as vantagens do ponto digital?

Em um cenário que exige processos empresariais cada vez mais rápidos e bem estruturados, ter acesso à informação de forma instantânea não é um diferencial, mas sim uma necessidade. Desse modo, os sistemas de gestão de ponto digital são capazes de entregar resultados em tempo real. É a agilidade que o seu negócio precisa para crescer.

São inúmeros os benefícios de aderir ao ponto digital. A tecnologia ajuda a levar o RH a um patamar mais estratégico, otimiza o tempo dedicado para o fechamento da folha de pagamento e garante a transparência na relação entre empresa e colaboradores. Portanto, todos saem ganhando.

A tecnologia contribui para evitar processos trabalhistas, pois, todos os dados são computados e confiáveis. Inclusive este é um dos principais benefícios de ter tudo no ambiente digital, evitando inconsistências de dados, erros, rasuras e falhas. Problemas com horas extras e divergências em relação a férias e períodos de descanso são os motivos que mais levam às ações judiciais.

Outro ponto importante é que essa ferramenta integra inclusive os trabalhadores remotos. Por meio de um dispositivo eletrônico, os colaboradores que exercem atividades fora da empresa podem confirmar sua entrada e saída de onde estiverem. Em suma, esse tipo de sistema é excelente para os empreendimentos que possuem vendedores externos e entregadores, por exemplo.

Tipos de coleta de ponto

Quando falamos sobre a gestão de ponto digital, precisamos destacar que existem diferentes maneiras de fazer a coleta de ponto. Dessa maneira, é possível escolher o equipamento que melhor se adapta ao seu negócio. Veja agora quais são as possibilidades:

Leitor biométrico: realiza o registro com um leitor biométrico 3D antifraude digital. Assim, é possível cadastrar dois dedos diferentes para cada colaborador. É necessário somente o cadastro da digital para usar o equipamento.

Cartão de proximidade: é realizado com aproximação de um cartão em uma área sensível do equipamento. Os cartões possuem um chip com um código único e uma antena que funciona com radiofrequência. Basta aproximar o cartão ao leitor para que aconteça a identificação.

Este método possui maior segurança e durabilidade quando comparado com outros tipos de registro por cartão, isso porque praticamente não tem contato mecânico com o equipamento.

Código de barras:  é efetuado através de um cartão utilizado pelo profissional. A leitura é feita assim que o cartão passa pela fenda de leitura e o leitor óptico visualiza o código de barras impresso no cartão. Este leitor utiliza tecnologia infrared, que aceita os seguintes padrões: 3 de 9; 2 de 5 e 2 de 5 intercalados.

Com teclado: o método de identificação via usuário e senha é realizado através do teclado do equipamento. Os colaboradores possuem um número de identificação (ID) e uma senha pré-configurados, para utilizar o teclado.

O ponto digital pode ser realizado ainda via leitor no computador. Desse modo, um USB é conectado ao equipamento e a marcação é feita por meio da leitura da digital. Além disso, é possível registrar a batida via browser, inserindo a matrícula e a senha. Outra forma é utilizando um aplicativo mobile, que pode ser também via matrícula e senha ou reconhecimento facial.

O processo em nuvem melhora a gestão de RH

A gestão de ponto digital em nuvem pode otimizar e transformar os processos organizacionais. Uma de suas principais vantagens é permitir o controle de ponto de qualquer lugar e a qualquer hora. Desse modo, os gestores de uma empresa que possui unidades em diferentes estados conseguem conferir as informações mesmo distantes.

Essa flexibilidade, além de garantir eficiência ao processo, faz com que a relação com o profissional seja mais transparente. Isso porque ele poderá acessar seus dados quando quiser por meio de um ambiente online de acesso exclusivo. Não é mais preciso se deslocar até o RH cada vez que tiver uma dúvida ou precisar verificar seu banco de horas.

O armazenamento em nuvem também torna a utilização dos recursos físicos da empresa mais inteligente. Então, imagine quanto espaço é liberado ao levar as pastas com as marcações de ponto do ambiente físico para a nuvem. Além disso, tem um ótimo retorno sobre investimento (ROI) e é integrado facilmente com vários dispositivos eletrônicos.

Gestão de ponto digital: conheça o Ahgora Pontoweb

O Ahgora Pontoweb é uma ferramenta de gestão em nuvem para todas as formas de registro de ponto. Esse sistema conta com tecnologia de primeira, unindo a Internet das Coisas (IoT) com armazenamento em nuvem. Dessa maneira, é possível que ele beneficie o seu empreendimento de formas variadas, veja algumas características:

  •   Em um ambiente virtual personalizado, o colaborador acompanha o espelho de ponto, onde pode também fazer justificativas de faltas e atrasos e anexar documentos e/ou atestados;
  •   Caso, por esquecimento, a marcação não seja feita, o software envia um alerta, que pode incluir um registro. Esse registro deve ser aprovado pelo gestor;
  •   O programa oferece comprovantes de marcações de ponto e as informações ficam armazenadas na nuvem. Com fácil acesso tanto para colaboradores quanto para gestores e RH;
  •   Evita problemas com perda de informações em consequência da quebra de equipamentos;
  •   Maior segurança dos dados e informações em tempo real, facilitando o envio de dados para o eSocial;
  •   Informações precisas e em tempo real para a tomada de decisão de forma rápida e eficaz;
  •   Acesso democrático a recursos avançados, uma vez que a infraestrutura é a mesma para grandes e pequenas empresas.

O Pontoweb entrega tudo o que é necessário para uma boa gestão de tempo no RH. Portanto, se você é gestor e está em busca de um sistema seguro e que respeita às leis trabalhistas, este software é o que você procura!

Gestão de ponto digital garante segurança para o seu negócio

De fato, o ponto digital também é uma forma das empresas atenderem as portarias 1.510/09 e 373/11, que regem as formas de coleta e tratamento de ponto dos colaboradores. Além da Portaria 1510/2015 e do Inmetro, que orienta sobre os Relógios Eletrônicos de Ponto (REP). Então, seguindo esses parâmetros, o Pontoweb é seguro.

Inclusive, vale reforçar alguns cuidados que a sua empresa deve ter com os equipamentos de registro de ponto:

  •   Relógio interno com precisão mínima de um minuto por ano;
  •   Impressora com bobina de papel;
  •   Porta fiscal (USB externo) para captação de dados fiscais;
  •   Memória de registro de ponto para armazenar os dados;
  •   Atestado Técnico e Termo de Responsabilidade emitidos pelo fornecedor.

Já a portaria 373/11 dispõe sobre o uso de sistemas alternativos de controle de jornada de trabalho. Eles não devem admitir:

  •   Restrições à marcação do ponto;
  •   Marcação automática do ponto;
  •   Exigência de autorização prévia para marcação de sobrejornada;
  •   A alteração ou eliminação dos dados registrados pelo profissional.

Como funciona na sua empresa? O ponto digital é utilizado para fazer a marcação da jornada de trabalho? Aproveite o que de melhor existe em tecnologia e garanta mais segurança para o seu negócio.

Compartilhe

Leave your comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *