Você sabe o que é gestão eficiente de pessoas? Este conteúdo é essencial para você entender como ela funciona e quais benefícios ela pode trazer para a sua empresa.

A curiosidade bateu? Continue a leitura e descubra como a empresa como um todo (e não apenas o RH) podem fazer para conquistar o máximo de eficiência na gestão de pessoas.

O que mudou na gestão de pessoas?

A tecnologia provocou mudanças na área de Recursos Humanos. Gradualmente, desencadeou uma nova necessidade: a busca por eficiência. Por isso, vamos conversar sobre o impacto dela em uma empresa como a sua.

A gestão eficiente de pessoas se destaca por ser altamente focada em humanização. A boa notícia é que isso promove uma mudança de atitude nas relações de trabalho. Neste contexto, o RH assume um papel estratégico e motivador. Cada vez menos burocrata, ele se volta para a promoção de um ambiente de trabalho agradável.

Treinamentos, ações de engajamento, tudo tem como objetivo promover o bem estar dos colaboradores.

Resumindo:

Quais as transformações que revolucionaram o RH?

O uso de tecnologia pelo RH e novas gerações de trabalhadores impulsionaram mudanças em diferentes empresas. Veja como se adaptar a este novo cenário e se diferenciar em um mercado tão competitivo.

Como funciona a gestão de pessoas na prática?

Durante muito tempo, o setor de recursos humanos se dedicava unicamente a atividades operacionais. Hoje, para uma gestão de pessoas eficiente, é preciso que este setor tenha um papel mais estratégico.

Ações para gestão de pessoas mais eficiente

Além de ajudar a resolver alguns problemas, a gestão de pessoas quando humanizada, também traz outros benefícios. Conheça todas as vantagens e descubra quais práticas você pode adotar para ter uma gestão eficiente.

Employee experience em uma gestão tecnologica
Employee experience em uma gestão tecnologica

As transformações que revolucionaram o RH

Por muito tempo, o setor de RH se dedicou a atividades estritamente operacionais. Cabe lembrar que o perfil dos empregados também era bem diferente. Afinal, os profissionais trabalhavam numa única empresa durante a vida toda.

Com o passar das gerações, a tecnologia provocou muitas transformações. Você já parou para considerar que muitas delas impactaram diretamente o RH?

Estamos vivenciando um momento de adaptação das relações de trabalho. O RH enfrenta novos desafios. Podemos citar, por exemplo, os altos índices de rotatividade, profissionais cada vez mais exigentes e absenteísmo.

Um dos motivos que leva a este cenário é que a busca por estabilidade financeira, plano de saúde e previdência privada, deu lugar a novas perspectivas. As novas gerações estão chegando ao mercado de trabalho com novas ambições. Hoje, talentos buscam:

  • propósito;
  • liberdade;
  • inovação; e
  • qualidade de vida.

Para entregar tudo isso e oferecer a melhor experiência possível, é preciso fazer uma gestão de pessoas eficiente. Mas, afinal, o que é gestão de pessoas?

O educador e palestrante Mario Sérgio Cortella explica que o propósito é a aplicação de técnicas. Justas, promovem o desenvolvimento de competências, talentos e motivação. É assim que se eleva o capital humano das organizações. Você pode assistir aqui:

Em outras palavras, são elementos que orientam o dia a dia das empresas. E valem para toda a jornada do colaborador, desde o recrutamento e seleção, até o desligamento do empregado. Aliás: é importante ressaltar que a gestão de pessoas possui uma visão bem abrangente.

A gestão de pessoas é capaz de atentar tanto para as necessidades do negócio, quanto do gestor, do empregado e do próprio RH. Com essa visão macro, os resultados vêm. É possível reduzir erros de contratação, engajar os colaboradores e reunir informações estratégicas para a tomada de decisões.

Como funciona a gestão de pessoas na prática?

A gestão eficiente tem o foco nas pessoas. Portanto, se preocupa com a qualidade de vida e o bem-estar dos colaboradores. Partindo dessa premissa as empresas passaram a investir no desenvolvimento humano.

Afinal, as relações entre o indivíduo e seu trabalho têm impacto direto sobre os resultados das organizações. Assim como as conexões que surgem a partir deste ambiente.

Sabe aquele colaborador insatisfeito, que vive reclamando de tudo? Quando a gestão de pessoas é eficiente impacta positivamente na mudança de atitude do funcionário. Isso porque o RH passa a ouvi-lo, traça um planejamento eficiente e coloca em prática ações a partir das considerações.

Ao perceber que a empresa ouve e considera as opiniões dos colaboradores e busca meios de aprimorar os processos, o empregado, até então insatisfeito, passa a se sentir parte da corporação. Ele entende o seu valor e se torna ainda mais participativo e motivado.

A gestão com foco nas pessoas deve ter uma postura de acolhimento. Portanto, o RH assume um papel motivador. Ele prioriza o apoio aos colaboradores, ajudando-os a encontrar prazer no que fazem.

Por isso, é fundamental identificar, ainda no momento da contratação, se o perfil do candidato está alinhado com a cultura e o propósito da empresa. Além disso, a gestão de pessoas também envolve vários outros pontos:

  • treinamentos para qualificação profissional;
  • bonificações e incentivos;
  • dinâmicas e ações que estimulem um bom clima organizacional.

Se você ainda tem dúvidas sobre como o RH pode promover a qualidade de vida no trabalho, listamos os aspectos mais impactantes. Portanto, fica a sugestão de leitura: Como o setor de RH promove a qualidade de vida no trabalho?.

Ampliando a união e coesão do time com gestão de pessoas
Ampliando a união e coesão do time com gestão de pessoas

5 ações para uma gestão de pessoas mais eficiente

Gerir pessoas de forma eficiente cria um ambiente corporativo mais atrativo e produtivo. Mas, se você se preocupa em motivar os colaboradores e promover efetivamente a mudança, vamos ajudar.

Listamos algumas dicas podem orientar seus próximos passos.

Confira:1 Selecione as pessoas pelo talento

Sabe aquele monte de currículos, horas de entrevistas e testes? Tudo isso está com os dias contados. Com a tecnologia, traçar o comparativo entre o perfil do candidato e a cultura organizacional pode ser feito via software.

O diferencial dos RH está em enxergar os aspectos subjetivos. A gestão de pessoas se diferencia ao selecionar os colaboradores:

  1. pelo talento;
  2. pela capacidade de estabelecer boas relações de trabalho;
  3. pela vontade de inovar;
  4. pela habilidade de se manter motivados.

2 Alinhe as expectativas

A comunicação é fundamental para uma gestão centrada nas pessoas. Portanto, é imprescindível ter claro:

  • o que o colaborador espera da empresa;
  • o que a empresa espera do empregado;e
  • o qual o objetivo a ser alcançado com o esforço de ambos.

Uma estratégia interessante é definir resultados e metas. Eles devem ser compartilhados com todos os envolvidos, repetidamente.

3 Valorize as individualidades

É evidente que qualquer pessoa pode e deve buscar o desenvolvimento de competências. Mas, a gestão de pessoas também deve ter um olhar mais voltado para as individualidades de cada colaborador.

Muitas vezes, é mais eficiente alocar um empregado numa função que lhe deixe mais entusiasmado e para a qual tenha mais habilidade. Então, fique atento às individualidades e valorize o melhor de cada pessoa.

4 Estimule o desenvolvimento de competências

Segundo um artigo publicado pela Harvard Business Review, os gerentes tradicionais classificam as pessoas. Depois, buscam meios para desenvolvê-las e aperfeiçoar o desempenho. Já os grandes gerentes classificam o desempenho das pessoas e depois buscam meios para desenvolvê-las. Você percebe que há uma grande diferença?

Afinal, quem não sabe que tem uma dificuldade, dificilmente irá se esforçar para corrigi-la.

5 Celebre as pequenas e grandes conquistas

Para manter a produtividade, é fundamental reconhecer o esforço de todos. Celebrar pequenas e grandes conquistas pode parecer uma ação simples. Contudo, esta é uma forma de valorizar a dedicação de todos envolvidos… independente do quanto cada um contribuiu.

Profissionais reconhecidos trabalham mais felizes, ajudam a manter um bom clima organizacional e são mais produtivos. Pense nisso!

Compartilhe