Você sabe o que é modelo híbrido de trabalho? Talvez a sua empresa até tenha adotado, mas com outro nome. Basicamente, consiste em dividir a jornada entre tarefas realizadas por home office e atividades na sede. Serve para deixar a empresa produtiva e manter vivas as relações de escritório.

O modelo híbrido de trabalho pode dar muito certo quando é bem executado. Ou seja, quando a escala dos trabalhadores é dividida corretamente. Além disso, a gestão de RH deve garantir um bom contato com todos os envolvidos, durante o tempo que trabalham sem sair de casa.

Essa modalidade de jornada ganhou força durante a pandemia da COVID-19. Em primeiro lugar, as empresas passaram a adotar o home office, depois perceberam que os trabalhadores poderiam frequentar as sedes. Mas, de pouco em pouco, preservando a saúde e garantindo e a produtividade. Além disso, em um cenário pós-pandemia, o modelo deve crescer ainda mais. 

Ainda assim, é um modelo desafiador! O sistema híbrido é algo que exige foco, organização e disciplina por parte dos envolvidos. As empresas precisam demonstrar confiança nos funcionários e contar com tecnologias que garantam a gestão de ponto e produtividade. Quer saber como sua empresa pode se beneficiar desse modelo? Continue a leitura! 

Home office na pandemia abriu as portas para o modelo híbrido de trabalho

Empresas brasileiras estão reavaliando seus modos de atuação. A tendência atual é de reformulação nos escritórios. Aqueles que adotarem o modelo híbrido podem contar com menos estações de trabalho, isso deve proporcionar espaços mais abertos e amplos.

Um pesquisa feita no Brasil pela KPMG, com 722 empresários, mostrou que 5% dos empreendedores pretendem diminuir mais de 50% dos escritórios e 13% imaginam uma diminuição entre 16% e 30% nos espaços. De fato, o modelo híbrido possibilita que as sedes das empresas sejam menores. Com isso sobra dinheiro para investir em tecnologias para otimizar os novos estilos de trabalho.

Uma alternativa para o “novo normal”

O mercado de trabalho passou por diversas transformações desde o começo da pandemia. Mesmo que as atividades econômicas tenham voltado, isso não aconteceu com todas as empresas. Algumas que podem atuar em home office mantiveram os colabores neste estilo.

Existem empresas que preferem o modelo híbrido de trabalho, que deve ganhar ainda mais força nos próximos meses. De fato, alguns dizem que o modelo presencial será eterno, enquanto outros defendem o home office a todo custo. Por isso, o estilo híbrido ganha força, já que é uma união entre os dois.

Os colaboradores são ativos fundamentais, já que são eles os responsáveis pelo bom andamento de uma empresa. Eles precisam ser estar engajados e motivados. Assim, é uma das responsabilidades do RH, que precisa manter uma boa relação, não importando qual seja o estilo de jornada.

Com o sistema híbrido é possível evitar a aglomeração de funcionários. A jornada escalonada é uma ideia, onde a cada dia diferentes trabalhadores frequentem a empresa. Isso permite manter uma relação corporativa, que por vezes é perdida quando o home office é adotado.

O modelo híbrido de trabalho é algo que garante o equilíbrio para a jornada durante a pandemia e também após seu término. Ele é possível considerando habilidades técnicas e comportamentais dos envolvidos. De fato, o novo normal exige posicionamentos diferentes e essa opção pode ser a melhor para o seu negócio.

Ebook Gratuito Futuro do Trabalho

Como os gestores devem lidar com o modelo híbrido de trabalho?

Um dos principais desafios do RH durante a jornada híbrida é a gestão da jornada dos profissionais. Por ser um modelo novo, ele gera impactos na operação. Além disso, há também a preocupação com a motivação dos colaboradores e o fornecimento de uma boa estrutura de trabalho remoto.

A tecnologia é fundamental para que os gestores possam lidar com essa nova realidade de jornada. Assim, as reuniões virtuais devem ser constantes, para que nos dias de trabalho remoto as atividades possam render bem. A relação dos gestores de RH com os colaboradores deve ser próxima, assim como os líderes de outros setores precisam ser ainda mais acessíveis.

O modelo híbrido pode ser positivo para os negócios quando é bem feito. Para isso, o RH pode apostar em softwares que ajudam a fazer a gestão da jornada de trabalho. Essa é uma forma de acabar com os gargalos e melhorar a relação com os colaboradores.

O modelo híbrido de trabalho é interessante para oferecer mais flexibilidade aos colaboradores. Assim, alguns se sentem mais produtivos quando estão em casa do que nos escritórios. Cabe ao setor de gestão de pessoas fazer essa avaliação e identificar se o modelo realmente está sendo bem-sucedido.

O RH precisa se reinventar no pós-pandemia

Cada vez mais o RH precisa fazer uma gestão estratégica de pessoas. Isso é fundamental para garantir o sucesso de qualquer negócio. Contudo, durante uma crise como a provocada pelo coronavírus, isso passa a ser ainda mais importante.

Uma gestão de pessoas estratégica garante uma boa utilização dos recursos financeiros e impede desgastes nas relações. É o setor de RH junto com os líderes que pode definir quais áreas devem atuar no sistema híbrido e quais podem continuar apenas home office. Para isso, a gestão de pessoas deve buscar formas eficazes de atuar.

Em resumo, a gestão de pessoas será ainda mais importante para as novas relações de trabalho. Com o auxílio da tecnologia, aliada ao uso de informações estratégicas em tempo real, o setor pode e deve orientar decisões importantes que irão definir o futuro do trabalho nas empresas em um cenário pós-COVID.

Mulher utilizando Pontoweb via aplicativo mobile

Compartilhe

Leave your comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *