A importância do planejamento de RH é indiscutível para qualquer negócio, especialmente entre aqueles que contam com um grande quadro de colaboradores.

A cada virada de ano, as empresas planejam as ações e o orçamento para o novo ciclo. Na hora de colocar essas estratégias no papel, existe o desafio de identificar quais os pontos que devem ser observados.

No departamento de Recursos Humanos, não é diferente. É necessário planejar as principais ações e o orçamento para o próximo ano e alinhar as expectativas com a gestão da empresa – e revisá-los a cada trimestre.

Se preferir, você também pode ouvir o post. É só clicar no player.

Durante o distanciamento social, muitas organizações tiveram que migrar para modelos remotos de trabalho e adotar novas soluções tecnológicas para viabilizar essa mudança.

Assim, em 2021, o esperado é que os empreendedores consolidem essas adaptações, reforçando a segurança do isolamento social. Desse modo, adaptando os modelos de trabalho para a retomada e identificando quais novos processos podem ser aprimorados.

Seja para otimizar a atuação home office, ou adaptar os benefícios obtidos por meio dela à realidade do negócio, diversos pontos merecem atenção especial.

Entre eles, está a capacidade de rever certos processos operacionais, redirecionar receitas para investimentos mais viáveis em tecnologia e adaptar a cultura interna à transformação digital.

Com o objetivo de ajudar você a começar 2021 com o pé direito, preparamos este post com algumas dicas e alguns dos principais pontos que devem ser considerados e avaliados no planejamento de RH. Confira!

Quais ações adotar para elaborar um bom modelo de planejamento de RH?

O modelo de planejamento de RH deve ser adequado às principais necessidades e objetivos da empresa.

Isso significa que o plano ideal é aquele que se adequa às demandas da organização, de forma que seja capaz de otimizar e estreitar seu relacionamento com os colaboradores.

Dessa maneira, não existe uma única fórmula para garantir um bom planejamento de RH. Porém, alguns cuidados e ações são indispensáveis na sua elaboração e comuns entre a maioria dos negócios, especialmente no período de adaptação ao “novo normal”.

Nesse sentido, entre os pontos que mais exigem atenção dos gestores, destacam-se:

Identifique o que funcionou ou não em 2020

Faça uma avaliação do ano que está encerrando, com base no que a sua equipe de RH conseguiu fazer antes de 2020 acabar.

Logo, analise os indicadores e metas, identifique o que foi possível colocar em prática e o que não foi adiante.

Com base nessas informações, você pode preparar as ações de 2021 com o objetivo de evitar que os mesmo problemas de 2020 ocorram no novo ano. Ainda é possível aprimorar aquilo que já funciona e adequar a novas estratégias.

Além disso, converse com os gestores e entenda as principais demandas de cada um. Analise quais são as necessidades que cabe ao RH ajudar, como questões relacionadas à capacitação, perfil de profissionais, entre outros.

Lembre-se de, ao preparar o plano de ação, envolver as equipes e lideranças da empresa, pois essa é uma forma de agregar interesses e buscar soluções de forma alinhada com o objetivo geral da corporação.

Apesar de a execução ser de responsabilidade do RH, é importante que os demais gestores estejam alinhados e reconheçam a importância do seu papel no resultado final das ações.

Garanta a satisfação dos colaboradores

Tão importante quanto alinhar a empresa ao “novo normal” é garantir que os seus colaboradores estejam engajados com essas transformações.

É comum que mudanças gerem resistências, incertezas ou inadequações que afetam o ambiente de trabalho.

Com isso em mente, procure ser claro quanto ao que precisa ser alterado, qual a importância disso e como as pessoas serão impactadas.

Em poucas palavras, as pessoas que fazem parte de sua empresa precisam se sentir seguras, com suas necessidades atendidas e também integradas aos propósitos da mesma.

Afinal, muitos processos e responsabilidades podem apresentar novos paradigmas durante e no pós-pandemia. Dessa maneira, também acaba movimentando transformações na descrição dos cargos e criações de novas funções.

Estar atento a estas transformações e adequar a descrição dos cargos da corporação é importante para promover a valorização do quadro de colaboradores e de evitar problemas trabalhistas.

Além disso, analisar questões referentes ao plano de cargos e salários da empresa é outro ponto importante e que deve ser revisto no planejamento para o próximo ano.

Também é fundamental reconhecer o perfil comportamental dos colaboradores e avaliar se há necessidade de intervenções, como treinamentos ou mudanças de cargos em função do perfil.

Incentive o home office o quanto for necessário

No seu planejamento de RH para 2021, é muito importante considerar a possibilidade de que o home office ainda tenha que ser praticado durante um bom tempo.

Isso porque as autoridades de saúde são cautelosas quanto à possibilidade de imunização contra a COVID-19. Então, pregam que é preciso ter muita cautela para a retomada aos postos de trabalho.

Sendo assim, o departamento de Recursos Humanos precisa atuar para que o trabalho remoto seja incentivado por quanto tempo for necessário.

Para que isso seja possível, a empresa precisa estar preparada para oferecer suporte remoto e apoio completo a fim de que todos consigam atender suas demandas sem problemas.

Priorize a segurança de todos

Por falar em home office, ele não deve ser o único meio do RH para promover a segurança dos colaboradores.

Mesmo à distância, é papel da empresa promover ações e campanhas ligadas à segurança e prevenção. Com isso, o objetivo é fazer com que o negócio tenha uma função ativa no combate da pandemia e forneça os meios necessários para que seus profissionais se mantenham livres de riscos.

No mesmo sentido, outras ações relacionadas também podem ser promovidas, como campanhas de saúde ligadas à ergonomia, combate do estresse e ansiedade no home office.

Quando falamos em segurança, também é importante pensar na gestão de dados. Como os processos e informações serão transmitidos à distância, é importante garantir que não ocorram vazamentos ou perdas de dados sensíveis dos empregados, clientes e da própria organização.

Desse modo, mais que adotar as melhores tecnologias de segurança, também é importante qualificar as equipes sobre o tema e ter atenção aos impactos da LGPD no RH.

Aprimore sua comunicação

Promover uma comunicação clara e eficiente é importante em qualquer cenário. No contexto de distanciamento, é indispensável garantir meios eficientes para que ela seja viabilizada.

Uma das atividades que cabe ao RH organizar junto com os gestores de cada área são os treinamentos e capacitação dos colaboradores.

É importante que se avalie quais os setores e os profissionais que necessitam de uma atualização, especialmente frente aos novos desafios da pandemia.

Caso seja necessário contratar profissionais externos para realizar o treinamento, é um custo que deve ser previsto já no planejamento para o próximo ano. Afinal, impacta diretamente no que diz respeito a tempo de organização, orçamento e execução dos treinamentos.

Planeje as capacitações mais importantes para o ano e tente identificar os principais custos. Lembre-se de incluir no planejamento o treinamento de novos colaboradores.

Evite a sobrecarga dos profissionais

Em tempos de incertezas e grandes mudanças, é comum que os profissionais tenham dificuldades em suas rotinas, seja por conta das alterações nos ambientes de trabalho, ou mesmo pela fragilidade psicológica gerada em momentos de crise.  

Frente a isso, o RH precisa ter uma visão cautelosa e empática, respeitando os limites de cada indivíduo e seu tempo de adaptação.

O home office é um modelo viável e que pode ser muito produtivo, mas também é capaz de gerar problemas caso sua inserção seja muito brusca.

Assim, ao mesmo tempo em que as ações, metas e objetivos da empresa devem ser vislumbrados no planejamento de RH, também é preciso que o plano seja efetivo ao evitar sobrecargas ou mesmo abusos de trabalho.

Uma boa alternativa para incentivar a melhor adequação possível e ainda demonstrar que a empresa valoriza seus colaboradores é por meio de benefícios especiais.

Como todos sabem, existem diferentes benefícios que as empresas oferecem, como:

  • Alimentação e refeição;
  • Vale gasolina;
  • Convênio;
  • Viagem;
  • Cultura;
  • Premiação;
  • Entre outros.

De acordo com o planejamento estratégico do negócio, avalie os benefícios que serão mantidos e as novas demandas para que você os inclua no planejamento de RH para 2021.

Conte com o auxílio da tecnologia

Um dos principais pontos de gargalos dos RHs de hoje é o baixo investimento na automatização de processos operacionais.

A execução de atividades como cálculo de horas, lançamento de folha, análise turnover e absenteísmo de forma manual demanda muito tempo dos profissionais e gestores da área e podem levar a uma série de erros.

Logo, analise quais os principais processos que demandam tempo da sua equipe e que podem ser facilmente automatizados.

Com base nesta avaliação, busque ferramentas que possam auxiliar a automatizar esses processos, que permitam a comunicação em tempo real entre dispositivos e possam emitir facilmente relatórios para análise.

Uma dica interessante é analisar detalhadamente o processo de cálculo de horas dos colaboradores. Pois, pode ajudar você a melhorar os seus processos, aumentar a produtividade da equipe e economizar com horas extras. Além disso, permite aumentar a segurança jurídica e a transparência com os funcionários.

O investimento em ferramentas certamente irá ajudar você e a sua equipe a emitir relatórios de forma rápida e eficaz. Assim, permite realizar análise eficiente dos dados, medir o Retorno sobre o Investimento (ROI) e adaptar as estratégias para atender as demandas.

Depois de analisar todas essas variáveis, é hora de partir para a ação!

Comece a colocar no papel tudo o que é necessário preparar e executar em 2021, descreva os objetivos, determine os responsáveis da sua equipe para a realização das atividades, detalhe os itens de cada projeto, mapeie os gastos, e assim por diante.

Quer ainda mais detalhes sobre o que não pode faltar no seu planejamento de RH? No próximo item, veja os principais aspectos que não podem ser ignorados durante a adequação das empresas ao “novo normal”.  

Como alinhar o planejamento de RH ao “novo normal”?

Depois de saber mais sobre a importância do planejamento de RH e das ações que exigem plena atenção dos empreendedores para 2021, chegou a hora de analisar todos os pontos abordados sob a perspectiva do novo cenário.

Em um primeiro momento, para alinhar o planejamento, é importante conhecer as metas e objetivos da empresa, a fim de desenvolver os diagnósticos e propostas de melhorias com mais precisão.

Da mesma maneira, é essencial conhecer as metas de produtividade, expectativa de crescimento, necessidade de contratação de novos talentos, perspectivas de mudanças, metas de crescimento, bem como analisar questões internas, como taxa de turnover, conflitos interpessoais, entre outras.

Além disso, é fundamental analisar os pontos referentes ao cenário externo – como crise financeira, questões políticas, leis ambientais, cobrança por sustentabilidade e como esses aspectos impactam o posicionamento da empresa.

Nesse contexto, é indispensável dar atenção especial à pandemia, compreendendo quais as recomendações mais recentes das autoridades e quais perspectivas o negócio pode ter para adaptar-se à retomada.

Dessa forma, acompanhe quais serão as ações de maior relevância para que as organizações superem a pandemia com tranquilidade. Assim, ampliando os resultados quando ela acabar:

Confira os pontos de maior importância para o planejamento de RH de 2021

Com tudo o que abordamos até aqui, podemos elencar alguns cuidados básicos para que os negócios consigam alinhar seu planejamento de RH ao “novo normal”. São eles:

  • Consolidar a presença digital da marca, atendendo à demanda crescente do mercado por modelos de trabalho, atendimento e vendas à distância. Isso é importante tanto em termos de prevenção, quanto em relação às facilidades garantidas aos consumidores na web e à viabilidade do trabalho remoto para as empresas;
  • Motivar os profissionais e qualificá-los para que respondam bem às mudanças, se mantenham produtivos e também integrados às metas e objetivos do negócio;
  • Garantir uma adoção ampla e eficiente da tecnologia, tanto para viabilizar o trabalho remoto, quanto para otimizar processos e ampliar os resultados da empresa;
  • Adequar-se corretamente ao home office e considerar sua manutenção no pós-pandemia. Assim, a fim de seguir as recomendações de segurança do distanciamento social é possível aproveitar-se da viabilidade do modelo quando a retomada for possível;
  • Reafirmar a visão, a missão e os valores da organização. Lembre-se de manter todos aqueles que fazem parte dela engajados em suas ações e melhorando sua percepção perante o público.

Com atenção a todos esses aspectos, é possível agregar mais valor para sua empresa e seus colaboradores por meio do planejamento de RH de 2021.

É algo além de alinhar-se aos desafios externos e fornecer os melhores meios de superá-los. Esse tipo de cuidado também garante insumos para que você e seu time se adequem aos novos paradigmas do mercado e gerem oportunidades ainda melhores no ano que está chegando!

Quer mais eficiência para colocar seu modelo de planejamento de RH em ação? 

Com o Ahgora PontoWeb, você realiza os registros de ponto à distância e gerencia as jornadas de trabalho com mais eficiência, tudo em plena adequação com as regras do Ministério do Trabalho e Emprego.

CTA-Pontoweb-geral

Conheça agora a solução e descubra como ela pode potencializar seu planejamento de RH e sua relação com os colaboradores, sejam eles internos ou externos!

Esperamos que este post te ajude com os insights para o seu planejamento do RH para 2021!

Compartilhe

Leave your comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *