O recrutamento e seleção de pessoas é um dos processos mais importantes para uma companhia. Atrair e reter talentos vai além do que apenas encontrar o profissional que melhor preenche as características da vaga. Esse trabalho de busca compreende também detectar se o profissional tem afinidade com os valores e cultura da empresa.

Investir em processos automatizados é fundamental para minimizar os erros no momento dessa escolha tão importante. Uma boa contratação reflete não só na aderência à equipe, engajamento e produtividade, como também na redução de custos, riscos legais e principalmente nos índices de turnover.

Por outro lado, uma escolha inadequada pode acarretar problemas que vão desde gastos com treinamentos desnecessários a custos trabalhistas elevados. Vale destacar que os softwares servem como um auxílio importante, mas não substituem a análise humana. Assim, a máquina fornece as informações necessárias, que serão posteriormente interpretadas por uma equipe bem treinada e focada em resultados.

Enfim, recrutamento e seleção de pessoas é um tema importante e que precisa ser considerado para uma gestão estratégica. Desse modo, é fundamental entender todos os pontos que envolvem a busca por novos integrantes para a equipe. E é isso que você vai descobrir a partir de agora!

planilha - plano de recrutamento e seleção

Quais as responsabilidades da área de recrutamento e seleção de pessoas

A área de recrutamento e seleção de pessoas é uma parte essencial do departamento de Recursos Humanos. Assim, é responsável por atrair, selecionar e contratar novos talentos. Parece uma tarefa fácil, mas esse é um trabalho que envolve uma série de mecanismos e exigências, como:

  •       Analisar se o perfil do candidato encaixa nos propósitos da empresa;
  •       Preparar a entrevista e indicar quem serão os envolvidos;
  •       Elaborar a job description;
  •       Pensar na proposta de valor;
  •       Entre outras atividades.

Importante: recrutar rápido não significa recrutar bem. O processo deve ser planejado e alinhado com a cultura organizacional e propósito da companhia. Aliás, é muito mais interessante ter cautela neste momento e fazer contratações que vão agregar aos anseios do negócio.

A escolha correta vai impactar tanto nas metas do setor de atuação do novo contratado, como nos resultados da organização como um todo. Afinal, profissionais motivados são mais produtivos e garantem retornos acima do esperado. Além disso, é necessário que o setor de RH encontre pessoas que tenham o perfil buscado pela empresa.

Recrutamento e seleção de pessoas: 3 perfis que fazem parte

O processo de recrutamento e seleção de pessoas é algo que precisa ser bem trabalhado nas empresas. Dessa forma, existem três perfis de colaboradores envolvidos durante esse procedimento:

O recrutador

É o responsável por avaliar se as características do candidato estão de acordo com a cultura da empresa. É ele quem vai analisar o perfil do profissional e indicar se ele está alinhado com o propósito da companhia. Assim, trabalha em parceria com o gestor da vaga, que reporta quais habilidades técnicas são necessárias.

O business partner

Tem a responsabilidade de aproximar o RH da estratégia da empresa. Esse profissional domina as técnicas de recursos humanos e é um especialista em negócios. Aliás, em empresas grandes, é comum ter um business partner para cada área.

O RH externo

Pode ser uma empresa ou um headhunter. A tarefa deste profissional é identificar no mercado os candidatos ideais para as funções que foram definidas pela empresa. Além disso, os headhunters costumam ser acionados para cargos de nível executivo.

A tecnologia e o RH estratégico

Se as pessoas são fundamentais em um processo de recrutamento e seleção, a tecnologia é uma aliada importante. Você já deve ter percebido que o futuro do RH é parte do presente. Felizmente o setor tem vivido uma profunda mudança de mindset, influenciada, sobretudo, pelas novas relações de trabalho.

Nesse percurso, o RH deixa de ser visto como uma função operacional e passa a ser uma área estratégica. Essa transformação é reforçada pelo uso de ferramentas direcionadas para o aperfeiçoamento da gestão. Por exemplo, um software adequado entrega análises profundas e unificadas, que fornecem informações relevantes para a tomada de decisão assertiva.

Os bancos de talentos são muito úteis para o processo de contratação, afinal, contam com diversos perfis disponíveis. Desse modo, os responsáveis pelo recrutamento podem buscar aqueles que possuem as habilidades buscadas pela empresa. Além disso, o RH estratégico consegue acompanhar a evolução dos processos com mais agilidade.

A Ahgora é uma empresa que desenvolve ferramentas digitais para facilitar o trabalho do setor de Recursos Humanos, como o Pontoweb. Desse modo, com menos tempo gasto em atividades burocráticas, os gestores conseguem pensar em formas de tornar a empresa mais competitiva. Enfim, isso inclui a contratação de profissionais para o time.

Recrutamento e seleção de pessoas: veja como acertar na escolha

Assim como as ferramentas de contratação evoluíram, as tendências de recrutamento e seleção de pessoas também passaram por transformações. Hoje, o perfil comportamental do candidato pesa mais na hora de escolher o futuro colaborador do que propriamente suas experiências profissionais.

Esse é mais um dos desafios dos profissionais de RH. O objetivo agora é encontrar candidatos com capacitação para performar melhor e que estão alinhados com a cultura organizacional e propósito da empresa. Além disso, é interessante que os escolhidos tenham a mente aberta e boa capacidade de aprendizado.

O processo atual é bem diferente do modelo tradicional, no qual o mais importante era achar os melhores currículos e não alguém que se encaixasse nos valores e objetivos da empresa. Há algumas práticas que ajudam nesse caminho de transformação. Agora confira cada uma delas, para facilitar a tarefa:

Planeje o job description

A descrição do cargo é parte fundamental do processo de recrutamento e seleção de pessoas. Então, esclareça quem é o responsável pela vaga e ajude o candidato a entender as responsabilidades da sua função. Itens obrigatórios em uma job description:

  • Informações gerais: cargo, faixa de remuneração e probabilidade de horas extras ou trabalho de fim de semana;
  • Objetivo resumido do trabalho: responsabilidades gerais e principais tarefas, as relações com os clientes, os colegas de trabalho e os resultados esperados;
  • Qualificações: formação, experiência, treinamento e habilidades técnicas necessárias;
  • Perfil: detalhe os skills relevantes para a vaga, quais conhecimentos técnicos o cargo exige e as características pessoais mais adequadas (exemplo: alguém mais planejador, mais executor, mais comunicativo).

Fazendo isso certamente o número de interessados irá diminuir, o que não é algo ruim. Afinal, serve como o primeiro filtro, para que as pessoas dispostas a trabalhar na empresa realmente possuam o perfil buscado para o setor com vaga disponível.

Prepara-se para a entrevista

Não é só o futuro colaborador que precisa se preparar para uma entrevista. O recrutador também tem um papel fundamental nessa dinâmica. De fato, é importante analisar o local onde o bate-papo será realizado. É confortável? Está livre de distrações e interrupções?

Outro passo importante é identificar quem participará do processo. Além disso, tenha cuidado para que o candidato não se sinta bombardeado com várias perguntas de uma só vez. Por fim, tomar notas durante a entrevista também é crucial para lembrar pontos que foram destacados pelo entrevistado.

Trabalhe sua proposta de valor

A EVP (Employee Value Proposition) é o começo de tudo. É a proposta de valor que vai definir que tipo de profissional a empresa está buscando. Ela indica a identidade da empresa, qual sua missão e como os funcionários serão remunerados pelos seus esforços. Assim, uma EVP robusta inclui o seguinte pacote:

  • Salário;
  • Benefícios;
  • Plano de progressão na carreira;
  • Treinamentos oferecidos.

Como vimos, um bom processo de recrutamento e seleção de pessoas é o primeiro passo para que a empresa tenha excelência na gestão de pessoas. A escolha correta do futuro colaborador ajuda a construir equipes mais eficientes e felizes, além de refletir diretamente na performance de toda a companhia. Qual a estratégia da sua empresa para contratar novos colaboradores?

Compartilhe

Leave your comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *