O trabalho remoto já é uma realidade nas empresas do mundo todo. Essa modalidade consiste em trabalhar à distância, seja em casa – conhecido como home office -, ou em outro local com acesso à Internet, como uma cafeteria, por exemplo.

A flexibilidade de trabalho é uma tendência do mercado, que vem buscando alternativas para engajar as equipes e proporcionar às pessoas uma melhor qualidade de vida. Logo, o trabalho remoto é uma ótima saída para situações de crise, pois permite que os profissionais mantenham a sua produtividade e, em contrapartida, a empresa não pare suas operações.

No Brasil, o trabalho remoto passou a ser adotado em maior escala a partir de 2017, quando entrou em vigor a nova Lei Trabalhista. Isso porque ela regulamentou a prática desse modelo, ou seja, definiu regras claras para empregadores e colaboradores.

Segundo um estudo intitulado “O Futuro do Trabalho”, 34% dos empresários afirmam que pretendem incentivar essa prática nos seus negócios. No caso das empresas menores, que possuem até 5 colaboradores, esse número chega a 39,2%.

Neste artigo, daremos 6 dicas para empresas que desejam adotar o trabalho remoto e se enquadrar nessa tendência  mundial. Mostraremos também os formatos existentes dentro dessa modalidade e os benefícios tanto para os negócios quanto para os profissionais.

Boa leitura!

6 dicas para você colocar o trabalho remoto em prática

A estimativa é que, em 2020, chegue a 90% a quantidade de empresas que oferecem aos profissionais a possibilidade de trabalho remoto. Logo, é importante realizar testes e adotar práticas no dia a dia para que isso dê certo. Veja um passo a passo que promete ajudar você nessa missão:

1 – Incentive uma boa qualidade de vida

As empresas que contratam para trabalho remoto devem incentivar os colaboradores a administrarem melhor o seu tempo. Caso eles atuem em home office, por exemplo, a tendência é que o ambiente sem interrupções aumente a sua concentração. Porém, é essencial dar pequenas pausas para garantir a qualidade de vida.

Sugira que eles caminhem pela casa entre uma tarefa e outra, se alimentem bem e bebam água ao longo do expediente. Além disso, como eles não perdem tempo com o trânsito, é uma ótima oportunidade para incentivá-los a praticar atividades físicas antes ou após o trabalho. Assim, eles relaxam – e, é claro, cuidam da saúde.

É essencial, ainda, orientá-los a ter um local adequado para o trabalho. A mesa e a cadeira devem garantir uma boa ergonomia para minimizar dores e manter a produtividade. Observar se o espaço é bem iluminado e arejado também é importante.

2 – Ouça a opinião dos seus colaboradores

Nem todo profissional tem facilidade para trabalhar remotamente logo de cara. Assim, é importante que as empresas troquem a imposição pela comunicação. Converse com a sua equipe e avaliem juntos o que fazer para que essa mudança seja benéfica.

Os profissionais mais inexperientes, como estagiários e menores aprendizes, por exemplo, necessitam de um suporte maior. Consequentemente, o trabalho remoto pode levar mais tempo para funcionar ou até não ser a melhor opção. Em contrapartida, colaboradores administrativos e que estão há mais tempo na empresa podem se adaptar fácil à rotina.

Lembre-se de perguntar a cada um suas expectativas. Quem tem filhos ou mora longe da empresa, por exemplo, pode preferir atuar home office para ter mais flexibilidade. 

Também é importante pensar que nem todo trabalho pode ser remoto. Algumas tarefas exigem ferramentas que estão apenas no ambiente da empresa ou dependem de interação pessoal para que sejam executadas. 

3 – Use a tecnologia a favor da sua equipe

As empresas com opção de trabalho remoto precisam oferecer as tecnologias adequadas para que o profissional desempenhe sua função, sem qualquer prejuízo no rendimento. Avalie a possibilidade de dispor recursos como computador, celular corporativo e fones de ouvido.

Além disso, consulte os profissionais de Tecnologia da Informação sobre a possibilidade de liberar o acesso a softwares e programas usualmente utilizados na empresa – o que igualmente irá facilitar e agilizar o trabalho.

4 – Estimule a organização das tarefas diárias

Como o trabalho remoto oferece maior flexibilidade ao colaborador, é importante organizar as tarefas para não perder o controle. Logo, incentive-o a fazer uma espécie de agenda diária, pontuando as tarefas mais urgentes e que devem ser priorizadas.Essa ação ajuda a elevar a produtividade porque permite que ele saiba exatamente o que precisa ser feito para, assim, organizar o seu dia de forma a entregar bem suas tarefas.

ahgora timesheet ferramenta de gestão de tarefas integrada ao ponto eletrônico

5 – Mantenha uma comunicação próxima

A tecnologia pode ser uma grande aliada para manter a comunicação com a sua equipe. Além das ferramentas de mensagens, como WhatsApp Business – que também possui a funcionalidade de chamada de vídeo -, é essencial aderir àquelas que permitem realizar videoconferências. 

Afinal, esse tipo de reunião online possibilita ver as reações das pessoas, tirar dúvidas e fazer um planejamento mais conciso. Isso também auxilia no engajamento dos colaboradores.

Existem vários canais que permitem essa aproximação no trabalho remoto, como:

6 – Acompanhe a gestão de forma automatizada

Um dos maiores desafios das empresas com trabalho remoto é fazer a gestão de equipes. Aqui, não está incluído apenas a questão da produtividade e do controle das tarefas, mas também a gestão de presença. Isso porque esse modelo de atuação oferece flexibilidade – o que pode gerar dúvidas sobre o rendimento e a atuação dos colaboradores. 

Uma alternativa é contar com ferramentas que ofereçam o registro de ponto remoto. A Ahgora oferece diversos serviços nesse sentido para facilitar essa gestão à distância, como o Anywhere Office

Dentre as vantagens que o ponto remoto oferece, destacam-se:

  • Disponibilidade das informações em tempo real;
  • Segurança no registro de horas;
  • Transparência das informações;
  • Agilidade para a tomada de decisões.

Quais as modalidades de trabalho remoto?

O trabalho remoto não pode ser restrito àquele realizado em casa, conhecido como home office. Na verdade, a modalidade consiste em atuar à distância, independentemente do lugar.

Ele pode ser dividido em 3 versões, que são:

  1. Completamente remoto: O trabalho é realizado 100% fora da empresa, podendo haver apenas encontros presenciais para reuniões ou treinamentos;
  2. Remoto parcialmente: O colaborador divide seus dias entre trabalho remoto e presencial. Esse método é muito utilizado por empresas que estão em processo de transição e desejam testar os resultados junto com a sua equipe;
  3. Variavelmente remoto: Aqui, o profissional não possui uma rotina pré-estabelecida. Ou seja: ora trabalha remotamente, ora no escritório. Esse formato pode gerar um pouco de confusão e, por isso, não é o mais indicado para as empresas.

A escolha do melhor formato depende do seu modelo de negócios e do quão organizados estão os seus processos. Não adianta, por exemplo, adotar o trabalho remoto completamente  se as lideranças não têm o costume de se comunicar ativamente com o seu time. Afinal, isso poderia gerar uma queda significativa de produtividade.

Logo, as empresas precisam refletir se estão aptas para trabalhar remotamente, ou então criar mecanismos para que isso se torne possível.

Por que o trabalho remoto pode ser vantajoso para a sua empresa?

Essa modalidade de trabalho oferece vantagens tanto para o empregador quanto para o colaborador. Confira alguns dos seus benefícios, abaixo:

Para a empresa

Aumento da produtividade

Uma das principais preocupações das empresas que desejam incorporar o trabalho remoto está relacionada com a produtividade. Será que é possível garantir o alto desempenho dos colaboradores, mesmo de longe?

Algumas pesquisas indicam que trabalhar remotamente pode fazer com que o profissional aumente a sua produtividade entre 15% a 30%. Isso ocorre porque ele não perde tempo com deslocamento, pode realizar suas refeições com mais calma e, devido à flexibilidade, consegue equilibrar melhor o trabalho com a vida pessoal.

Tudo isso faz com que as pessoas se sintam mais felizes, satisfeitas e motivadas – fatores que influenciam diretamente na sua performance.

Economia de recursos

O trabalho remoto pode representar também uma vantagem econômica. Com uma quantidade menor de pessoas atuando na empresa, é possível reduzir os custos com:

  • Energia elétrica;
  • Água;
  • Insumos de higiene;
  • Equipamentos;
  • Infraestrutura;
  • Mobiliários;
  • Internet;
  • Telefone;
  • Limpeza.

Além disso, é possível economizar no vale-transporte dos colaboradores; visto que, sem a necessidade de deslocamento, não é obrigatório oferecer esse benefício.

Mesmo que as empresas arquem com a infraestrutura para que os profissionais possam trabalhar à distância, o investimento ainda assim é menor do que se todos atuassem de forma presencial.

Redução do turnover

As empresas com trabalho remoto contam com uma taxa de turnover 25% menor do que aquelas que não oferecem essa modalidade. Essa redução na rotatividade de pessoal é importante porque minimiza os gastos com contratações, treinamentos e rescisões, por exemplo.

Essa diminuição também está intimamente ligada a um número maior de colaboradores engajados. E quando há satisfação, eles se tornam mais produtivos, confiantes e focados em resultados. Ou seja: todos saem ganhando!

Atração de talentos

Cerca de 70% dos brasileiros gostariam de trabalhar de forma remota. Logo, oferecer essa alternativa pode ser a oportunidade que faltava para a atração de novos talentos. Mais do que uma boa remuneração, os profissionais estão cada vez mais atrás de:

  • Experiências enriquecedoras;
  • Ambientes flexíveis;
  • Trabalhos que estimulem a criatividade;
  • Liberdade de horários.

Logo, quem toma a dianteira nesse formato de trabalho tem grandes chances de conquistar profissionais mais motivados e, principalmente, aumentar a retenção desses talentos. 

Possibilidade de profissionais internacionais

O trabalho remoto também é benéfico para empresas estrangeiras, pois oferece a possibilidade de montar a equipe dos sonhos. Afinal, ele rompe as barreiras físicas, permitindo contratar pessoas competentes – independente do local em que elas moram.

Para o colaborador

Mais tempo 

Uma das principais reclamações dos profissionais é o tempo que perdem no deslocamento entre casa e escritório. Especialmente nas grandes cidades, isso pode representar até 2 horas – entre ida e volta até a empresa.

Portanto, o trabalho remoto exclui esse problema da vida do colaborador, fazendo com que ele economize tempo e não tenha que se estressar no trânsito.

Essas horas que “sobram” podem ser utilizadas para o seu próprio lazer, seja passando mais tempo com a família ou praticando atividades físicas, o que contribui para o seu bem-estar.

Maior proximidade com a família

Como citamos acima, o trabalho remoto poupa um tempo precioso e que pode ser utilizado para ficar mais tempo com seus entes queridos. Ele possibilita, por exemplo, levar os filhos no colégio e fazer as refeições junto com eles.

Esse fator é um dos que mais atrai os profissionais, pois faz com haja um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal. Com isso, a empresa ganha também um colaborador ainda mais entusiasmado e confiante.

Maior flexibilidade

Segundo pesquisa realizada pela Randstar, 90% dos entrevistados valorizam um modo de trabalho mais flexível, pois permite que elevem a sua qualidade de vida.

No trabalho remoto, o colaborador tem flexibilidade de horário, podendo organizar as suas tarefas de forma a ter momentos para si todos os dias – e não apenas nos fins de semana.

O aumento da qualidade de vida reflete diretamente no trabalho. Isso porque quanto mais motivadas as pessoas estão, melhores resultados elas apresentam para a empresa.

Será que a sua empresa está pronta para o trabalho remoto?

Grande parte das empresas pode adotar o trabalho remoto – o que não significa que elas estejam preparadas. É preciso avaliar com cautela as funções que melhor se adequam a esse tipo de alteração e otimizar os processos para que a produtividade não seja impactada.

Conversar com os profissionais e entender as suas expectativas é importante, pois evita frustração e/ou desmotivação. Avaliar a estrutura individual também é essencial, pois é preciso garantir que cada um terá um ambiente de trabalho de qualidade. 

Outro fator indispensável é realizar uma boa gestão de equipes. Hoje, existem ferramentas que auxiliam nesse sentido. Desde tecnologias para a troca de mensagens e videoconferências até aquelas que permitem gerenciar o horário de atuação do time, todas elas ajudam a manter sua comunicação ativa e assegurar o bom desempenho dos colaboradores. 

Está pensando em adotar o trabalho remoto na sua empresa? Veja o que o Anywhere Office  pode fazer pelo seu negócio!

ahgora anywhere office, produto gratuito para gestão de equipe durante o surto de coronavirus no Brasil

Compartilhe