Você já sabe, certamente, que as transformações na sociedade como um todo impactam diretamente a economia e o mercado de trabalho. Dentro das organizações, um dos setores que mais se transformou nos últimos tempos foi o de Recursos Humanos.

Durante anos, a área se dedicava unicamente às atividades burocráticas. Hoje, chegou o momento da gestão estratégica de RH.

Isso significa, na prática, que uma gestão eficiente de pessoas passou a contar com o fator de humanização. Dessa maneira, assumiu um papel mais estratégico e motivador, voltado para os objetivos globais do negócio.

Quer saber mais sobre essa tendência e conhecer ferramentas que auxiliam tanto na implementação, quanto em um bom funcionamento? Continue a leitura!

O que é gestão estratégica de RH?

De acordo com o autor Idalberto Chiavenato no livro  Administração de Recursos Humanos, “as pessoas constituem o mais valioso recurso da organização. Devemos tratar as pessoas como pessoas. A organização depende de pessoas, recurso indispensável e inestimável”.

Para ele, a função do departamento de RH é justamente gerir o capital humano. Sob esse olhar, as empresas passaram a entender o setor como fundamental para o desempenho dos colaboradores e, consequentemente, delas próprias.

Esse fato resulta não somente de um planejamento estratégico para RH, mas de táticas de alinhamento dos objetivos do negócio junto às equipes.

Assim, o RH garante, ao mesmo tempo, a satisfação de profissionais em relação às suas experiências de trabalho e a alta produtividade da organização para o atingimento de suas metas.  

Gestão estratégica de RH: uma arma para superar desafios

Todas as empresas enfrentam desafios relacionados à gestão de pessoas. Por isso, a gestão estratégica de RH pode ser uma grande aliada para superar os problemas.

Confira alguns exemplos:

Retenção de talentos

Vimos anteriormente que uma das principais características da gestão estratégica de RH é o esforço para melhorar a experiência do colaborador.

Quando a empresa desenvolve um conjunto de ações para oferecer um ambiente de trabalho satisfatório e agregador aos seus colaboradores, o resultado é um local em que todos gostam de estar.

Isso significa menor turnover e maior aproveitamento dos recursos humanos e financeiros.

Capacitação e treinamento de funcionários

A partir do momento em que o valor do capital humano é entendido como fundamental, percebe-se a importância do investimento nele. A capacitação é uma das formas possíveis.

Em uma pesquisa realizada pela Revista Exame, foi constatado que os brasileiros recebem, em média, a metade de tempo de capacitação e treinamento do que os americanos. Em parte, esses números resultam de uma gestão estratégica de RH mais amadurecida.

Relacionamento com a equipe

Esse é um ponto desafiador, sobretudo se considerarmos as diversas gerações que compõem uma equipe de trabalho. Afinal, elas têm objetivos, anseios e formas de trabalhar muito diferentes entre si.

As novas gerações estão chegando ao mercado de trabalho. Entre as principais ambições deste público, podemos citar: propósito, liberdade, inovação e qualidade de vida.

Sendo assim, somente uma gestão de pessoas eficiente, que use as melhores ferramentas e tecnologias disponíveis, é capaz de oferecer uma boa experiência para todas as partes.

Conflitos internos

É natural que, ao longo da jornada de trabalho, haja conflitos entre a equipe. Com o RH estratégico, os gestores têm um grande aliado para administrar essas situações.

Além disso, o setor consegue, com uma série de estratégias, diminuir – e muito – a incidência de problemas.

Fatores como bom clima organizacional, transparência, política de remuneração e benefícios clara, plano de carreira e cultura de feedbacks são poderosas soluções para ambientes com uma alta incidência de conflitos.

A tecnologia em prol do resultados

Se, por um lado, o processo tecnológico da transformação digital criou uma série de novas demandas para o RH; por outro, ele oferece uma série de novas possibilidades para a gestão de pessoas.

Essas soluções podem ajudar o trabalho do setor e fazer com que a gestão seja muito mais estratégica. Com elas, é possível acompanhar métricas, garantir altos níveis operacionais, controlar orçamento, entre outras funcionalidades.

Os dados em tempo real garantem visão estratégica 

Algumas dessas ferramentas concentram em um único sistema todos os benefícios. É o caso do Ahgora Live, uma aplicação para o acompanhamento em tempo real de indicadores de RH em múltiplas unidades.

De modo geral, ele fornece informações precisas para auxiliar na tomada de decisões. Assim, oferece resposta para uma das questões mais comuns sobre o RH do Futuro: “como ter uma gestão estratégica de RH?”.

Na prática, o software avalia tendências e as compila em gráficos dinâmicos, oferecendo assim comparativos de fácil interpretação. Os dashboards intuitivos contam com alertas automáticos para o controle em tempo real.

Esse é o primeiro passo para a postura estratégica, pois possibilita uma visão analítica da operação.

Sob o ponto de vista operacional, o Live ajuda a manter os níveis de qualidade, produtividade e atendimento. Isso porque ele identifica as inconsistências e torna possível gerir estrategicamente a força de trabalho, realocando times de maneira ágil.

Também organiza e diminui o volume de esforços para gestão das equipes; sejam internas ou externas, em diversas unidades ou home office. Com o Ahgora Live, o gestor visualiza de forma simples os controles de acesso e de presença, além do saldo de horas e comparativos entre colaboradores e áreas.

Quer RH estratégico de verdade? É com o Ahgora Live.

Compartilhe