Quais são as tendências de RH para 2022? Essa é uma pergunta muito comum nos escritórios, já nos meses finais do ano anterior e ao longo do ano seguinte. Investir em sistemas automatizados deve ser um dos pilares para uma boa gestão de pessoas. Já antecipamos que haverá uma continuidade em um movimento já percebido nos últimos anos.

As pessoas devem estar no foco da gestão, onde os profissionais de Recursos Humanos devem contar com ferramentas para melhorar processos que lidam diariamente. Recrutamento e seleção de candidatos, por exemplo, é uma das questões que pode ser beneficiada com o uso de sistemas digitais.

Capacitação dos líderes, flexibilidade no trabalho e gamificação devem ter muito espaço ao longo de 2022. Aliás, as empresas estão entendendo cada vez mais que não adianta impor rigidez nas relações, já que essa postura não costuma trazer benefícios, pelo contrário. Confira a seguir tudo aquilo que deve ganhar ainda mais espaço no RH durante o próximo ano!

Conheça 10 tendências de RH para 2022

Profissionais de Recursos Humanos lidam com pessoas todos os dias, mas alguns deles ainda gastam muito tempo com análises manuais. Por isso, uma das tendências para 2022 é a automatização dos procedimentos. Ou seja, por meio do investimento em ferramentas digitais e apoio da tecnologia, a gestão passa a ser menos manual.

A pandemia de 2020/2021 trouxe uma série de novidades em relação à gestão de pessoas, antecipando alguns conceitos que ganhariam espaço nos próximos anos. O home office, por exemplo, foi adotado por 46% das empresas, conforme a Pesquisa Gestão de Pessoas na Crise covid-19. Portanto, para muitos já não é mais uma novidade!

Os gestores de Recursos Humanos precisam ter a mente aberta para as novidades que são propostas a cada nova temporada. Não adianta apenas investir em ferramentas inovadoras, é preciso mudar a cultura organizacional. Todos os envolvidos precisam entender a importância das novidades implantadas.

Reunimos 10 tendências de RH para 2022, que devem chegar com força ao longo deste ano. Então, aperte os cintos e embarque conosco nesta viagem. Confira agora cada uma delas, com suas curiosidades e características:

1.     People Analytics

Esse é um termo já conhecido pelos profissionais de recursos humanos e que deve ganhar ainda mais espaço em 2022. Consiste no uso de sistemas especializados, que podem avaliar informações referentes aos colaboradores, para que os gestores tenham um melhor entendimento sobre o papel de cada um no negócio.

O People Analytics ajuda a compreender as pessoas de forma individual, avaliando-as individualmente. Além de ser interessante em relação aos profissionais que já fazem parte da empresa, é uma das maneiras mais eficazes de melhorar o recrutamento e seleção, encontrando candidatos que combinem perfeitamente com a vaga.

É uma metodologia baseada em dados para a tomada de decisões, sendo capaz de auxiliar no percurso da gestão de pessoas. É um conceito relacionado a big data, conhecido por inteligência de mercado (business intelligence). Sendo uma das tendências de RH, cada vez mais empresas devem perceber a importância dos dados.

Em resumo: é uma maneira de acompanhar as informações de forma analítica, por meio de inteligência artificial (IA) e sem espaço para achismos. A partir disso, a gestão passa a ser mais eficiente, sendo que o conhecimento empírico continua sendo importante, mas ao lado da interpretação dos dados.

CONHEÇA: módulo Analytics gera dados assertivos sobre a jornada do colaborador.

2.     Evolução nos processos de recrutamento e seleção

A inteligência artificial pode ser usada no processo de recrutamento e seleção de candidatos, conforme você leu no tópico anterior. Nos últimos anos, as ferramentas que usam este conceito evoluíram bastante. A Ahgora tem desenvolvido sistemas baseados em Machine Learning que podem auxiliar nessa atividade.

Certamente ainda vão ter candidatos dispostos a imprimirem o currículo e levarem até o seu escritório. Contudo, ao solicitar o envio da versão digital do documento, fazer a análise das informações por meio de um software passa a ser uma alternativa muito mais interessante.

Em um processo de contratação em massa, é possível recorrer a um banco de dados, onde estarão inscritos os profissionais mais adequados para a vaga que está sendo oferecida. Isso facilita o direcionamento no recrutamento, alinhando os candidatos com a cultura organizacional.

A burocracia passa a ser menor, embora ainda aconteça no Departamento Pessoal, principalmente quando se pensa no registro do profissional. Contudo, os processos para encontrar novos talentos passam a fluir melhor com essa automatização. Ou seja, além de tornar as contratações mais velozes, também faz com que sejam mais assertivas.

3.     Foco em employee experience

Employee experience é algo que faz parte da gestão de pessoas e tem como objetivo garantir a motivação do colaborador, fazendo com que ele entregue o retorno esperado pela empresa. Aqui, as necessidades e experiência do profissional na empresa se tornam o foco e passam a ser consideradas na tomada de decisão.

Podemos dizer que o conceito consiste nas experiências vividas pelo colaborador dentro da empresa ou em sua jornada profissional. Então, são incluídas situações positivas e negativas, que determinam o seu desempenho ao longo de todo o mês de trabalho. E o RH precisa identificar as práticas que estão sendo mal vistas e precisam de ajustes.

Em resumo, employee experience é um conjunto de ações que devem ser desenvolvidas pela empresa, visando melhorar a experiência dos colaboradores no ambiente de trabalho. Isso contribui para a retenção de talentos e redução das taxas de turnover. Aumentar o engajamento deve ser um dos principais objetivos dos gestores e RH em 2022.

Enfim, os profissionais motivados se sentem confortáveis, produzem mais e geram valor para o negócio. Eles dão o seu melhor, contribuindo para o crescimento da marca. A empresa constrói uma boa visão por parte dos trabalhadores, que passam a ser promotores do negócio.

4.     Investimento em feedbacks

As empresas devem buscar formas de aumentar o envolvimento dos colaboradores com o negócio. A partir disso, implementar metodologias de feedback é interessante, já que isso auxilia no planejamento da área de RH. Eles fazem com que a sintonia entre as duas partes seja ajustada.

Não basta fazer apenas simples pesquisas junto aos colaboradores. É necessário pensar em questionários que possam fazer a diferença em relação ao desenvolvimento das pessoas, contribuindo para atingir os objetivos traçados no planejamento para o ano.

Quando for conversar com o colaborador, é importante citar pontos positivos e negativos das atividades que eles vêm desempenhando. O líder deve deixar para trás as impressões subjetivas e pessoais, já que não agregam neste momento. Além disso, promover feedbacks é algo que faz parte do conceito de HCM, onde o capital humano é o centro e totalmente valorizado.

5.     Flexibilidade no trabalho

A flexibilidade no trabalho é algo que percebemos cada vez mais nos RHs e empresas como um todo. O modelo de jornada de trabalho sem contar com um horário fixo vem ganhando adeptos. Neste caso, a avaliação pode ser feita por meio de entregas realizadas.

Ao adotar um modelo flexível de trabalho, é permitido que os colaboradores possam cumprir as atividades nos momentos em que estiverem mais dispostos. De fato, nem todos se saem melhor no horário tradicional, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

É claro que toda essa flexibilidade no trabalho depende muito de quais atividades são desempenhadas pelo profissional em questão. No caso daqueles que atuam em home office, é muito mais fácil adotar esse novo modelo.

6.     Capacitação de líderes

Os líderes possuem um papel fundamental no desenvolvimento do capital humano, principalmente em um cenário tão competitivo quanto o atual. Aliás, alguns podem possuir dificuldades em encontrar suas capacidades de liderar, habilidade que não é comum para todas as pessoas.

Uma das tendências de RH em 2022 é identificar o potencial dos colaboradores que já fazem parte dos times. Assim, investindo na formação deles como líderes, buscando aprimorar suas habilidades profissionais. Neste caso, o planejamento é essencial, já pensando alguns passos à frente do cenário atual.

O Leader é uma ferramenta da Ahgora, excelente para facilitar a comunicação entre lideranças e pessoas que fazem parte de seus times. Então, o objetivo dessa ferramenta é descentralizar a atuação do RH, trazendo mais autonomia para as lideranças. Além disso, contribui para uma gestão mais estratégica.

7.     Gamificação

Embora pareça algo segmentado às empresas de tecnologia, a gamificação está crescendo em todas as áreas. Essa é uma das principais tendências de RH para 2022. Consiste em usar técnicas de jogos para envolver, estimular e engajar as pessoas a desenvolverem determinadas ações.

Essa abordagem está apoiada no uso de práticas de jogos para contribuir no desenvolvimento de determinadas ações pelos colaboradores, criando uma competição saudável. Basta definir um objetivo que precisa ser atingido. Assim, é possível potencializar a satisfação dos funcionários e reduzir as taxas de turnover, por exemplo.

É um estímulo que pode despertar o interesse dos colaboradores. A recompensa não precisa ser financeira, existem outras maneiras de premiar os participantes. Acesse o nosso conteúdo para saber mais sobre a gamificação no RH.

8.     Gerenciamento de pessoas em tempo real

A velocidade das tomadas de decisão é um fator determinante para a competitividade. Dessa forma, ter informações sobre os diversos aspectos que envolvem a gestão de pessoas pode ser um enorme diferencial para o seu negócio. Entre os exemplos de possibilidades, podemos citar:

  • Aumentar a previsibilidade para o processo de tomada de decisão preventiva;
  • Acelerar a tratativa de ponto durante o mês, evitando que tudo seja feito com antecedência, agilizando o fechamento da folha.

Um bom começo é a escolha de uma ferramenta de gestão de ponto eletrônico, como a da Ahgora. Algumas dessas tecnologias podem fornecer uma série de informações valiosas sobre os colaboradores em tempo real. Com isso, os gestores de Recursos Humanos e gerentes de cada área passam a contar com o apoio de dados atualizados.

Além disso, esses sistemas podem ser integrados a uma série de outras tecnologias de gestão, fazendo com que as marcações de horários da jornada de trabalho passem a ter muito mais valor. Esse conjunto de hardwares e softwares fornece ainda a capacidade de processar e interpretar uma vasta quantidade de dados, online, em tempo real.

9.     Atividades home office e trabalho híbrido

Pessoas que trabalham em escritórios possuem menos dificuldades em adaptar suas atividades para home office. Isso pode trazer um ganho de produtividade devido ao foco que é dado em cada uma das ações desenvolvidas, redução de custos operacionais e permitir o recrutamento de pessoas que moram longe do seu negócio.

Dependendo do modelo de negócio, os profissionais de Recursos Humanos podem atuar de forma híbrida. Dessa maneira, alguns dias podem ir até a sede, para conversar com colaboradores e fazer um trabalho de campo. Nos outros, podem resolver todas as pendências de forma virtual.

Essa é uma das tendências que pode ser aplicada ao RH e em outros setores de sua empresa. O processo de transição pode ser algo demorado, mas vale a pena devido aos benefícios que pode proporcionar. E já existem tecnologias que permitem uma ótima comunicação, registro de ponto eletrônico e interação entre os funcionários que atuam equilibrando o home office e o trabalho presencial.

10.  Treinamentos online

Essa é uma tendência que teve um boom em 2020, durante a pandemia de Covid-19 e que segue como uma das tendências para 2022. Os treinamentos online começaram a ganhar força devido ao distanciamento social necessário nos últimos tempos. Além disso, possuem praticidade na aplicação e a mesma eficácia que os presenciais.

Eles são mais flexíveis, já que os profissionais não precisam ir até um local para assistirem às aulas. Dependendo de qual for o treinamento, as videoaulas podem ser gravadas, fazendo com que possam ser assistidas em qualquer horário.

Sendo assim, os profissionais de Recursos Humanos podem investir em cursos e treinamentos online, garantindo a capacitação dos profissionais que fazem parte da empresa. Essa é uma forma de fazer com que eles se sintam mais valorizados e próximos da empresa. Enfim, é um investimento que retorna para o negócio.

Siga as tendências de RH e melhore a gestão de pessoas no seu negócio!

A cada novo ano que se inicia, muitas tendências são comentadas e previsões realizadas. Algumas delas, de fato, são itens que já aparecem com força ao longo dos últimos anos e que serão renovados e transformados ao longo de 2022. Isso também vale para a área de RH, que precisa de constante atualização.

Cada vez tem sido mais importante que gestores e profissionais de Recursos Humanos trabalhem com a tecnologia ao seu lado. É algo importante para melhorar a competitividade do seu negócio, investindo em ferramentas capazes de fazer a diferença na gestão de jornadas de trabalho.

Neste ano, softwares intuitivos serão ainda mais populares. Afinal, ninguém merece ficar perdendo tempo ao procurar por informações que poderiam ser encontradas rapidamente. A Ahgora sabe disso e então desenvolve produtos fáceis de usar, com suas aplicações sendo compreendidas rapidamente.

Seguir as tendências de RH é algo que faz a diferença para o seu estabelecimento! Além de melhorar a sua produtividade, a empresa como um todo é beneficiada por estas práticas. Venha para o futuro, faça um 2022 diferente e invista em sistemas que permitam a evolução: conte com a Ahgora para levar o seu negócio para a transformação digital no RH!

Compartilhe

Leave your comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *