Segurança, agilidade e praticidade. Os três fatores, relevantes para empresas de todos ramos e tamanhos, têm feito a biometria ser cada vez mais utilizada. Algo que há alguns anos era possível apenas em filmes de ficção científica tem se tornado a cada dia mais acessível e confiável. O avanço tecnológico é exponencial. 

Isso faz com que sejam desenvolvidos inúmeros tipos de biometria com características específicas. Ferramentas que auxiliam do acesso à conta no banco até o controle do ponto dos colaboradores.

Você lerá sobre:

  • O que é e quais os tipos de biometria?
  • Biometria: uma revolução ao alcance das mãos;
  • Reconhecimento facial: integrado, mais assertivo e menos invasivo;
  • Soluções tecnológicas para o RH. 

O que é e quais os tipos de biometria?

Entre outros significados, o termo biometria denomina as técnicas e tecnologias envolvidas na identificação única de pessoas por meio de características físicas ou comportamentais

Existem diversas formas de identificação biométricas atualmente. Entre as principais se destacam:

Impressão digital

Certamente, o método mais amplamente utilizado. Capta as marcas presentes nas falanges dos dedos através de um sensor ótico, por medição de calor ou por ultrassom.

biometria digital ahgora
biometria digital ahgora

Geometria da mão

Neste modelo, características como espaçamento entre os dedos, posicionamento das linhas e comprimento dos dedos podem ser mapeadas por meio de um sensor ótico.

Reconhecimento de íris e retina

Diversas tecnologias foram desenvolvidas tendo os olhos como ponto focal do reconhecimento. A íris, assim como a impressão digital, é uma característica única de cada pessoa e pode ser identificada por sensores ou scanners. Já na parte branca dos olhos é possível mapear os vasos sanguíneos por meio de um scanner e de iluminação.

Reconhecimento de voz

Este procedimento capta e transforma a voz da pessoa em um sinal digital para comparar com a identificação existente na base de dados.

Reconhecimento facial

Por meio de fotos armazenadas em um banco de dados, o sistema de biometria facial composto por softwares e algoritmos específicos confere todas as características do rosto.

Biometria: uma revolução ao alcance das mãos

biometria digital
biometria digital

Mesmo sendo uma tecnologia relativamente nova, a biometria já é utilizada em diversas rotinas de segurança – em praticamente todos os mercados. Proteger dados sensíveis, controlar níveis de acesso a áreas restritas e rastrear pessoas suspeitas de envolvimento em atividades criminosas são alguns exemplos de uso.

Segundo analistas do setor bancário, a tendência segue a aposentadoria das senhas alfanuméricas. Dessa forma, cada vez mais as técnicas têm se incorporado na rotina de todos os setores das empresas, sobretudo ao RH. Isso acontece pelas possibilidades oferecidas pela ferramenta para controle do pessoal. 

Entre as principais vantagens estão:

  • Praticidade, rapidez e segurança;
  • Mais segurança no acesso de pessoas a áreas restritas
  • Grande diminuição dos riscos de falhas;
  • Redução de custos com mão de obra e treinamento;
  • Sensação de segurança para os funcionários, clientes e visitantes.

Reconhecimento facial: integrado, mais assertivo e menos invasivo

O reconhecimento facial tridimensional é um dos tipos de biometria com maior nível de assertividade. Os algoritmos responsáveis pelo reconhecimento comparam diferentes caraterísticas do rosto, como lábios, bochechas, olhos e os detalhes de cada umas destas partes. Isso tudo, na relação entre si, faz com que cada face seja única! 

biometria facial ahgora
biometria facial ahgora

Após a captura da face pela câmera, a identificação e a comparação com a foto registrada anteriormente no banco de dados podem ser quase imediatas.

Em comparação a outros tipos de biometria – como digital e varredura de íris e retina – o reconhecimento facial é uma tecnologia menos invasiva. Afinal, torna desnecessária a aproximação com um terminal de identificação. Também proporciona o reconhecimento mesmo com pequenas alterações – como uso de óculos, barba e cortes de cabelo. 

Outra vantagem, principalmente para os gestores de RH, é que os softwares de tipos de reconhecimento facial permitem integração com outros tipos de tecnologias, como: 

  • Controle de acesso;
  • Gestão de ponto;
  • Monitoramento.

Estes fatores têm feito que muitas organizações dos setores público e privado tenham optado pela ferramenta. 

É o caso da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia. Desde 2017, médicos e funcionários das unidades de saúde que prestam serviço ao Sistema Único de Saúde (SUS) utilizam esse tipo de biometria para informar – em tempo real – sua presença na unidade. Além disso, recebem seus comprovantes do ponto instantaneamente por email.

Tecnologias diferentes, resultados diferentes

Entretanto, existem diferentes soluções, com tecnologias diversas, disponíveis no mercado. Lázaro Malta, CEO da Ahgora Sistemas, esclarece alguns pontos importantes a serem considerados antes de decidir sobre qual tipo de biometria escolher.

No caso do sistema bidimensional, aquele em que se tira uma foto, a possibilidade de erro fica entre 8% a 12%. Já ao usar o tridimensional, o falso-positivo vai de 4% a 6% e, ao se combinar os dois métodos, consegue-se aumentar a assertividade da verificação para um falso-positivo de 2%. 

Há um terceiro método também utilizado, o qual identifica a textura da pele. Assim, é possível alcançar melhor qualidade usando detalhes como pequenas cicatrizes, marcas, cor. Porém a quantidade de equipamentos também aumenta. 

É importante entender que todos esses métodos têm uma fragilidade: a iluminação onde o rosto está exposto. Se ela variar muito, pode comprometer o resultado. Um detalhe curioso é que há maior assertividade para homens do que para mulheres e conforme a etnia.

“Embora haja algoritmos para cada perfil, sintonizá-los é específico para cada aplicação. Para completar, existe ainda um quarto método que pode ser usado também em segurança e que está sendo muito estudado que é a identificação por câmeras de infravermelho, que não dependem da luz”, explica o especialista.

O uso de biometria pelo RH

O fato é que, se você procura uma solução tecnológica que agregue segurança e praticidade, o investimento em biometria com reconhecimento facial pode ser a melhor escolha. Ela facilita e garante a transparência no controle do ponto, pois os colaboradores registram onde estiverem por meio de câmeras ou do celular e o gestor recebe os dados em tempo real. 

O resultado, na prática, é:

  • Home office para identificar colaboradores externos que fazem o registro de ponto em qualquer lugar por app;
  • O registro pode ser feito online e offline;
  • O aplicativo registra a localização dos colaboradores no momento da batida de ponto. Assim, você fica por dentro de onde o colaborador está, sempre; 
  • Fim dos processos manuais. Tudo em uma única plataforma;
  • Atendimento pleno da Portaria 373 do MTE, que legisla sobre as formas alternativas de registro de ponto.

Descubra o Ahgora Multi e aproveite os benefícios do registro de ponto via Reconhecimento Facial!

Compartilhe